Tamanho do texto

Estrangeiro se envolveu em uma discussão com duas travestis na Praça da República; todos estavam no local devido ao show da cantora Preta Gil

Virada Cultural na Praça da República
Reprodução/Twitter
Virada Cultural reuniu uma multidão na Praça da República, mas a briga aconteceu na dispersão do show da Preta Gil

Quatro pessoas foram detidos depois que o italiano Alessandro Ducci, de 28 anos, foi esfaqueado no centro de São Paulo, na noite deste domingo (19). De acordo com a polícia, o estrangeiro estava assistindo ao show da cantora Preta Gil na Praça da República, atração da Virada Cultural, quando se envolveu em uma discussão.

Leia também: Virada Cultural de São Paulo atrai cinco milhões de pessoas

A briga começou ao fim da apresentação na Virada Cultural , por volta das 19h30. Segundo as informações divulgadas pela Rede Globo , o italiano foi abordado por duas travestis e recusou a investida. Enquanto ele discutia com as duas, outros dois homens se aproximaram do estrangeiro e o esfaquearam.

“Foi quando outros dois rapazes chegaram e começaram a espancá-lo até ele [Alessandro] cair no chão. Foi quando um dos rapazes tirou uma faca da cintura e começou a esfaqueá-lo. Uma das travestis colocou a mão no bolso dele e pegou o celular”, afirmou à emissora o estagiário Matheus Pinho, que presenciou a briga.

Leia também: Pela primeira vez, Avenida Paulista ficou aberta para pedestres por 24 horas

Ducci levou facadas na barriga e acabou sendo levado para um hospital na região. Segundo a Polícia Militar, ele sofreu uma perfuração no intestino e precisou passar por uma cirurgia. Ainda durante a sua recuperação, o estrangeiro  contou aos policiais que o início da confusão foi o interesse de uma das travestis no celular dele.

"Ela verificou que eu tinha celular aqui. E, quando eu escondi, eles pensavam em roubar minha carteira", afirmou. Ainda antes de ser esfaqueado, o estrangeiro afirmou que teria ouvido dos agressores "é assim que você vai se lembrar do Brasil". O italiano  trabalha no Brasil há alguns meses. 

Identificados, os dois homens e as duas travestis envolvidos na confusão foram detidos e foram encaminhados ao 2º Distrito Policial (DP) do Bom Retiro, onde o caso foi registrado. Segundo balanço divulgado pela Polícia Militar na noite deste domingo, a  Virada Cultural de São Paulo terminou com 43 pessoas detidas, sendo seis adolescentes apreendidos e nove procurados pela Justiça.