Tamanho do texto

Meta é buscar documentos e computadores para auxiliar no inquérito sobre o desabamento de dois prédios na comunidade, que deixou 24 mortos

Comunidade da Muzema
Arquivo/Tânia Rêgo/Agência Brasil
Polícia do Rio está cumprindo mandados de busca e apreensão na Muzema

Nesta quinta-feira (2), policiais civis fazem uma operação contra a milícia que atua na Muzema, na zona oeste do Rio de Janeiro. Meta é buscar documentos e computadores para auxiliar no inquérito sobre o desabamento de dois prédios na comunidade, no dia 12 de abril, que deixou 24 mortos . Entre os alvos, está a Associação de Moradores da Muzema.

Leia também: Começa a demolição de dois prédios na Muzema, no Rio

A ação é coordenada pela Delegacia da Barra da Tijuca (16ª DP), responsável pelo inquérito dos desabamentos, em parceria com a Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Draco), responsável pelas investigações contra milícias no Rio .

Os prédios que desabaram eram ilegais, ou seja, não tinham autorização da prefeitura para ser construídos. As obras chegaram a ser embargadas em novembro do ano passado, mas isso não impediu que seus apartamentos fossem ocupados. A polícia busca os responsáveis pelas construções.

Vários outros prédios ilegais, construídos na região oeste do Rio , serão demolidos. Segundo a prefeitura, 16 deles serão demolidos para a construção de um parque.

Leia também: Prefeitura do Rio elabora cronograma para demolições na Muzema