Tamanho do texto

Somente na terça-feira, 848 venezuelanos entraram no Brasil; a média de entrada é de 250 a 350 por dia e preocupa governo de Roraima

Fronteira Brasil-Venezuela
Reprodução/Instagram
Venezuelanos voltaram a entrar no Brasil pela fronteira


No primeiro dia de conflito entre opositores liderados por Juan Guaidó e  apoiadores de Nicólas Maduro , a imigração de venezuelanos na fronteira do Brasil praticamente triplicou. Apenas na terça-feira, 848 pessoas entraram no país. A média diária é de 250 a 300 entradas, segundo informações da Casa Civil. Houve um total de 121 pedidos de refúgios. 

Leia também: 'Não tem derrota nenhuma', diz Bolsonaro sobre Guaidó

Jair Bolsonaro atendeu o pedido de asilo político de 25 militares venezuelanos . O presidente informou nesta quarta-feira (1º) que os militares ainda não conseguiram chegar ao prédio da embaixada brasileira em Caracas, mas a fronteira está aberta.

"Não conseguiram entrar na embaixada porque, como temos visto por parte da ditadura, existem cordões de isolamento para que não cheguem na embaixada com muita facilidade",  disse Bolsonaro, após reunião com os ministros para discutir a crise no país vizinho. 

Leia também: Guaidó convoca população da Venezuela para novo protesto nesta quarta-feira

O governo editou uma medida provisória que libera R$ 223,8 milhõespara Operação Acolhida. Segundo o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, já foram interiorizados quase  6 mil venezuelanos. Ele informou  que o dinheiro da operação acabou em março e a MP é um complemento para dar continuidade ao trabalho por mais um ano na fronteira .