Mala apreendida em operação que investiga ex-governador de Goiás José Eliton; dentro dela, foram encontrados R$ 800 mil
Divulgação/Polícia Federal
Mala apreendida em operação que investiga ex-governador de Goiás José Eliton; dentro dela, foram encontrados R$ 800 mil

Agentes da Polícia Federal cumprem, desde as primeiras horas desta quinta-feira (28), oito mandados de busca e apreensão e outros cinco de prisão em decorrência da segunda fase da Operação Decantação – que investiga fraude em licitações e desvio de dinheiro na Companhia de Saneamento de Goiás (Saneago).

Leia também: MP pede para Justiça tornar Temer réu no caso da mala com R$ 500 mil

Estão sendo investigados dirigentes da empresa e agentes públicos do governo do estado, entre os anos de 2012 e 2016. Um dos alvos dos mandados de busca é o ex-governador de Goiás José Eliton (PSDB). 

Segundo as investigações, parte dos recursos recebidos pela prestação de serviços à Saneago era repassada para o chefe de gabinete do então governador. Ainda de acordo com a PF, apurou-se ainda que José Eliton teria utilizado, por diversas vezes, um avião pertencente a uma das empresas favorecidas pelos contratos.

Eliton foi vice do governador Marconi Perillo entre 2012 e 2016 e assumiu o governo quando Perillo se candidatou à reeleição.

A ação de hoje é decorrente da análise de materiais apreendidos na primeira fase da Operação Decantação, deflagrada em 2016, que “desarticulou célula criminosa responsável pelo desvio de cerca de R$ 4,5 milhões da Saneago”, diz a PF.

Leia também: Pedido do MPF para tornar Temer réu não tem fundamento, diz defesa

Você viu?

“Foi constatado que três empresas, de um único dono, foram beneficiadas em contratos junto à companhia de saneamento, mesmo com impedimentos fiscais e não sendo especialistas na prestação dos serviços demandados, o que indica direcionamento de licitação”, diz ainda a Polícia Federal .

As investigações apontaram indícios de que as empresas também foram utilizadas para lavagem de dinheiro, “uma vez que ficou comprovada transferência de valores da ordem de R$ 28 milhões entre o chefe de gabinete do ex-governador e a conta de uma das empresas”.

Os mandados cumpridos pelos policiais federais desde as primeiras horas da manhã são em endereços em Goiânia e Aparecida de Goiânia, todos expedidos pela 11ª Vara Federal de Goiás. 

Durante as buscas, os policiais acharam uma mala de dinheiro e armas na casa de uma das pessoas presas. Segundo a PF, há R$ 800 mil. A Justiça determinou também o sequestro de 65 imóveis avaliados em R$ 35 milhões e o afastamento da função pública de dois servidores da Saneago. A Polícia Federal disse ainda que, ao todo, foram apreendidos R$ 1,8 milhão.

Leia também: Joesley Batista diz à PF que enviou mala com R$ 500 mil ao senador Ciro Nogueira

De acordo com a PF em Goiás , o nome da operação, Decantação, é uma referência a um dos processos de tratamento de água distribuída à população.

* Com informações da Agência Brasil.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários