undefined
Reprodução/Twitter
‘Nós vamos aí comer vocês’, diz desembargador a juízas de Santa Catarina; no vídeo, ele aparece ao lado do cantor Leonardo

Um vídeo de apenas 31 segundos de duração está causando revolta nas redes sociais. Na gravação, o desembargador Jaime Machado Júnior, do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ-SC) aparece ao lado do cantor Leonardo, enviando uma mensagem com palavras de baixo calão a suas colegas juízas. No conteúdo da mensagem ele, inclusive, diz explicitamente que vai 'comer' as colegas.

Leia também: Alvo de protestos sobre o golpe de 64, Bolsonaro cancela visita ao Mackenzie

“Tá gravando, já? Ô Aline, Mônica, Patricia, Ângela, Karen, minhas amigas juízas, se eu esqueci de alguém… Eu queria apresentar aqui para vocês me amigo caiobá, também conhecido como Leonardo, que quer mandar um abraço para vocês”, diz o magistrado, no início do vídeo. "Nós vamos aí comer vocês", diz o desembargador

O cantor Leonardo, que chegou a mandar um beijo para as juízas, dá risada da fala do magistrado e acrescenta: “Vamos”. Por fim, o Jaime Machado conclui com mais uma declaração de baixo calão: “Ele segura e eu como”. O vídeo termina com ambos dando risadas da situação e das declarações. 

Na internet, as reações não foram de risos. Internautas compartilharam o vídeo demonstrando repúdio às falas da dupla e muitos, inclusive, afirmaram que as declarações incitavam o estupro . Por sua vez, o Movimento Nacional de Mulheres do Ministério Público e a Associação Brasileira de Mulheres de Carreiras Jurídicas soltaram nota em repúdio à gravação.

"Num país em que uma mulher é estuprada a cada 10 minutos, é inadmissível o comportamento sexista adotado pelo desembargador, que, ainda que em tom jocoso, expõe as magistradas destinatárias da mensagem como objetos sexuais e banaliza a conduta de violência sexual, atingindo todas as mulheres, reforçando uma cultura machista e misógina que, infelizmente, ainda insiste em violar os direitos mais basilares da população feminina diariamente”, afirma a nota.

Leia também: Idosa de 92 anos morre após ser estuprada e espancada por pintor, no MT

Em resposta à repercussão negativa, o desembargador também divulgou uma nota, em que afirma que "em nenhum momento" teve "a intenção de ofender, menosprezar e mesmo agredir as minhas colegas, nem as mulheres em geral". Ressalta ainda que "possui laços de amizade de muitos anos" com as juízas com quem falava no vídeo. 

"Na tarde de hoje fui surpreendido com a veiculação de um vídeo em que apareço ao lado do cantor Leonardo, em um encontro entre amigos, no qual faço comentários dirigidos a algumas colegas magistradas, com as quais possuo laços de amizade já de muitos anos", começa. "Inicialmente, quero esclarecer que em nenhum momento tive a intenção de ofender, menosprezar e mesmo agredir as minhas colegas, nem as mulheres em geral", continua.

Leia também: Jovem sofre estupro coletivo, é morta e tem corpo jogado em cisterna, em GO

"Reconheço que as colocações foram inadequadas, infelizes e que, de fato, acabam por reforçar uma cultura machista que ainda é latente em nossa sociedade. Assumo os meus erros e com eles procuro aprender. Espero que este episódio sirva de lição não só para mim, mas para todos os homens que tratam um assunto muito sério como se fosse brincadeira", encerra o desembargador .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários