Tamanho do texto

Homem foi detido pela Polícia Militar; instrumento carregado pelo professor é o mesmo que foi utilizado pelos assassinos do massacre de Suzano, em SP

Professor armado com um facão e uma besta invade a Secretaria de Educação do Distrito Federal
Divulgação/Polícia Militar
Professor armado com um facão e uma besta invade a Secretaria de Educação do Distrito Federal

Um homem armado invadiu a sede da Secretaria de Educação do Distrito Federal (DF), nesta sexta-feira (15). Identificado como um professor, ele levava consigo um facão e uma besta – a mesma espécie de arco e flecha que foi utilizada pelos assassinos no massacre ocorrido na Escola Estadual Professor Raul Brasil, em Suzano, na Grande São Paulo. 

Leia também: Terceiro suspeito do ataque em Suzano nega participação e fala dos atiradores

O invasor foi detido após 10 minutos de tensão, antes mesmo de ferir qualquer pessoa. De acordo com a Polícia Militar, que o deteve, o professor chegou a subir até o 12º andar, onde despacha o secretário, Rafael Parente. Felizmente, ele não estava na Secretaria de Educação , no momento do ataque. 

Imobilizado pela polícia, o homem foi retirado do prédio e levado ao 5º Distrito Policial (Centro) do DF.  O caso será investigado e as motivações da invasão também serão apuradas. 

Leia também: Oito vítimas do ataque em Suzano seguem internadas; todas estão estáveis

O homem é professor de violino erudito da Escola de Música de Brasília . Segundo a pasta da Educação, o invador tem histórico de distúrbio psiquiátrico e estava em licença médica até a última segunda-feira (11). Seu atestado médico diz que ele adoeceu por conta do trabalho. 

Nas redes sociais, o secretário de Educação, Rafael Parente , informou o fato. Na mesma publicação, ele disse que o homem foi preso e que não conseguir agir. "É fato que um homem entrou armado na SEDE I agora. Ele já foi preso e não conseguiu agir", escreveu.

"Também é fato que estamos registrando alguns casos de ameaças de alunos. A Secretaria de Segurança e toda a inteligência do governo do DF já estão em ação, dentro de algumas escolas e à paisana", publicou Parente. 

Leia também: Vítima de ataque em Suzano é enterrada após chegada do filho que estava na China

Em comunicado, o vice-governador, Paco Britto, que está em exercício do cargo de governador do Distrito Federal, já pediu o afastamento e abertura de procedimento administrativo contra o professor que invadiu a  Secretaria de Educação .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas