Tamanho do texto

Houve quem dormiu dentro do Shopping Central Plaza e outro ficaram presos em estações da CPTM; forte chuva matou ao menos dez pessoas

Vídeos da chuva em São Paulo mostram ainda quem teve que passar a noite dentro de shopping ou de estações da CPTM
Reprodução/Redes Socias
Vídeos da chuva em São Paulo mostram ainda quem teve que passar a noite dentro de shopping ou de estações da CPTM

O  temporal que atingiu a Grande São Paulo na noite deste domingo (10) e na madrugada desta segunda-feira (11) deixou ao menos dez pessoas mortas , mais de 600 pontos de alagamento e centenas de pessoas ilhadas — em casa, no trabalho, ou onde quer que estivessem. Vídeos da chuva vêm sendo publicados desde então nas redes sociais.

Algumas cidades chegaram a ficar isoladas, sem possibilidade de transporte, como aconteceu em parte do ABC Paulista. Outras regiões foram devastadas, com registros de deslizamentos de terra e desabamentos de residências. O caos foi registrado em vídeos da chuva e também em gravações que mostram como alguns dos paulistas tiveram que passar a noite de ontem.

Nas imagens, é possível ver o quão alto ficou o nível da água em muitos pontos da Grande São Paulo. Transbordaram durante a noite pelo menos cinco rios e córrego, como o Rio Tamanduateí na região central e o Aricanduva, na zona leste.

Nessas regiões, pessoas tiveram que passar a noite dentro do Shopping Central Plaza ou dentro das estações da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos. Em vídeos, é possível notar o estacionamento do shopping completamente imerso nas águas.

Leia também: Vídeos mostram cenas de destruição e desespero durante temporal no Rio; assista

A linha 10-Turquesa da CPTM, que liga a região central de São Paulo ao ABC não estava funcionando nesta manhã devido aos alagamentos. Mais cedo, a Linha - 9 Esmeralda enfrentou problemas semelhantes. Um vídeo mostra as escadas da estação Mauá, da linha 10-Turquesa, tomadas por muita água.

No Ipiranga, zona sul paulistana, a enchente arrastou carros e pessoas tiveram de ser socorridas dos veículos. A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) suspendeu o rodízio municipal de veículos na capital paulista devido aos transtornos.

Leia também: Chuva causa alagamento, falhas no transporte público e trânsito recorde em SP

Os  vídeos da chuva  seguem sendo compartilhados nas redes sociais. Mas as prefeituras alertam aos cidadãos que não trafeguem pela cidade, se possível, nesta segunda-feira. A previsão para hoje é que haja um temporal, mas de força moderada.