Tamanho do texto

De teto de shopping caindo a um homem sendo levado pela enxurrada, vídeos registram caos na capital fluminense; pelo menos cinco morreram

Caos na cidade do Rio de Janeiro foi registrado em diversos vídeos da chuva, compartilhados nas redes sociais
Reprodução/Twitter
Caos na cidade do Rio de Janeiro foi registrado em diversos vídeos da chuva, compartilhados nas redes sociais

temporal que atingiu o Rio de Janeiro na noite desta quarta-feira (6) deixou a capital fluminense em estado de crise, o mais grave em uma escala de três níveis. Diversos pontos da cidade foram devastados, ao menos cinco pessoas morreram, 170 árvores caíram pela cidade e, segundo a prefeitura, uma pessoa está desaparecida. O caos na cidade foi registrado em vídeos da chuva que estão sendo amplamente compartilhados nas redes sociais.

Nas imagens, é possível ver o quão alto ficou o nível da água em muitos pontos da cidade. Os vídeos da chuva mostram ainda o desespero dos cariocas ao olhar pela janela e encarar uma cidade submersa, assim como vítimas do temporal, que tentavam sair de seus carros, se segurarem para não serem levados pela enxurrada, ou apenas estavam chocados com prédios e ambientes alagados.

As zonas sul e oeste foram as mais atingidas pelo temporal. Moradores se depararam com árvores caídas e atravessadas em algumas das principais vias em razão dos fortes ventos que, em Copacabana, chegaram a 110 quilômetros por horas; sinais de trânsito funcionando precariamente; postes caídos e bolsões d’água nas principais ruas e avenidas do Rio de Janeiro .

Parte do teto desabou no Shopping Village Mall, na Barra da Tijuca, devido à infiltração causada pela chuva. No Shopping Leblon, por sua vez, a água invadiu o espaço, chegando aos pés da escada rolante do empreendimento.

Leia também: Cratera de 50 metros 'engole' carros na zona norte de São Paulo

O Hotel Sheraton, também no Leblon, foi invadido pela enxurrada e teve o seu saguão de entrada flagrado por um cinegrafista amador. 

De acordo com dados do Alerta Rio, o sistema de monitoramento da prefeitura, o volume de chuva acumulado em apenas duas horas na noite dessa, quarta-feira, foi maior do que o esperado para todo o mês de fevereiro em alguns pontos dessas regiões.

A ventania também arrastou um veleiro que estava nas proximidades de uma das praias da zona sul para o Arpoador, entre Copacabana e Ipanema. A embarcação ficou encalhada na areia, e os quatro ocupantes foram retirados sem nenhum ferimento. Alguns quiosques instalados na orla de Ipanema e no Recreio dos Bandeirantes, na zona oeste, foram danificados pelo vento.

Pela manhã desta quinta-feira (7), ainda há grandes bolsões de água em vários pontos da zona sul, como Leblon, Gávea, Ipanema, Lagoa, Botafogo e em São Conrado. Há bolsões também no Itanhangá e na Barra da Tijuca.

Agora cedo, a chuva deu uma trégua e não há previsão de precitações fortes ao longo desta quinta-feira. Pode ocorrer, no entanto, chuva de intensidade fraca a moderada, com probabilidade de deslizamentos de terra nas zonas sul e oeste, onde o solo está encharcado.

Leia também: Homem é preso ao se passar por vítima de Brumadinho para ganhar doação da Vale

Os vídeos da chuva seguem sendo compartilhados nas redes sociais. Mas a prefeitura alerta aos cidadãos que não trafeguem pela cidade, principalmente em transporte individual. 


* Com informações da Agência Brasil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas