Tamanho do texto

Jovem foi morto com pancada na cabeça após briga no meio de bloco de carnaval em Belo Horizonte; Polícia Civil ainda investiga causa da morte

Bloco de carnaval em Belo Horizonte termina com folião morto após briga
Reprodução
Bloco de carnaval em Belo Horizonte termina com folião morto após briga


Um jovem de 18 anos morreu neste domingo(3) após ser agredido em um bloco de carnaval no bairro do Castelo, região da Pampulha, em Belo Horizonte (MG). Segundo o Boletim de Ocorrência registrado junto a Polícia Civil de Minas Gerais, a vítima Marcos Thiago Muniz de Faria vomitou na namorada de seu agressor antes de levar golpes.

Leia também: Atropelamento e tiroteio deixam mortos e feridos no Carnaval do Rio; veja 

No relato, dado por testemunhas a policiais, Thiago trocou socos com Leonardo Henrique Amormino Costa, de 24 anos até cair no chão. As agressões só terminaram após outros foliões do bloco de carnaval separarem a briga.

De acordo com testemunhas, a briga entre os foliões começou após Thiago vomitar sobre a namorada de Leonardo, que não teve o nome revelado. Irritado, Leonardo teria xingado e batido na vítima, que caiu no chão.

A polícia ainda investiga o caso. Segundo alguns relatos, o agressor teria chutado a cabeça de Thiago mesmo com a vítima já desacordada no chão. Leonardo nega e, em seu depoimento, afirmou que Thiago estava bêbado e caiu sem forças no chão, sem ser agredido depois.

Leia também: Temporal deixa Rio em estágio de atenção em pleno domingo de Carnaval

Thiago chegou a ser atendido ainda no local por enfermeiros do Samu, mas já estava morto.

Todos os envolvidos foram encaminhados para a Central de Flagrantes da Polícia Civil 4 e liberados após prestarem depoimento. Agora, o caso passa a ser investigado pela Delegacia de Homicídios.

Blocos de Carnaval do Rio tiveram atropelamento e tiroteio

Atropelamento em bloco de carnaval atingiu 30 foliões
Reprodução/Redes Sociais
Atropelamento em bloco de carnaval atingiu 30 foliões


Duas confusões marcaram a noite deste domingo (3), deixando mortos e feridos no Carnaval do Rio de Janeiro. Uma delas foi uma briga envolvendo dois grupos de homens fantasiados de "bate-bolas", em Marechal Hermes. A segunda, por sua vez, foi um atropelamento ainda sem motivação clara, em Rocha Miranda, também na zona Norte do Rio.

Leia também: Caso Queiroz e ministra Damares inspiram fantasias em bloco de rua no Carnaval

O atropelamento aconteceu durante uma festa de Carnaval de rua, na Veríssimo Machado. Um homem dirigindo um veículo do modelo Hyundai i30 atropelou diversas pessoas, ao avançar contra um grupo e percorrer uma distância de cerca de 100 metros. Pelo menos cinco pessoas ficaram feridas, incluindo um bebê de 11 meses. 

Já o confronto entre grupos aconteceu próximo à estação de trem de Marechal Hermes, após um bloco de carnaval , e deixou pelo menos duas pessoas mortas e outras quatro feridas. Ainda não há informações sobre a identificação das vítimas ou sobre a autoria dos disparos.