Tamanho do texto

Bombeiros contam com máquinas anfíbias, drones, botes, helicópteros, retroescavadeiras e cães farejadores; 142 mortos já foram confirmados

Engenheiros responsáveis por barragens de Brumadinho seguem presos; equipes de buscas continuam atuando
Isac Nóbrega/PR
Engenheiros responsáveis por barragens de Brumadinho seguem presos; equipes de buscas continuam atuando

Depois de um breve e inconveniente período de chuvas, o tempo firme que se abriu na manhã desta terça-feira (5), em Brumadinho, Minas Gerais, permitiu que fossem iniciados cedo os trabalhos na região onde a barragem da mineradora Vale se rompeu, no último dia 25. Assim, logo nas primeiras horas do dia de hoje, equipes do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, começaram a trabalhar em terra. As aeronaves também já esavam em campo.

Leia também: Número de mortos na tragédia de Brumadinho vai para 134; 199 estão desaparecidos

De acordo com os bombeiros, ao longo do dia, alguns homens fizeram buscas a pé, de barco e de helicóptero, além de usarem cães farejadores, escavadeiras, retroescavadeiras, máquinas anfíbias e drones. Também esteve autorizada a atuação de voluntários na região de Brumadinho , que só devem trabalhar nas buscas com o auxílio da corporação.

Leia também: Vale cadastra famílias das vítimas de Brumadinho para repasse de R$ 100 mil

Porém, a movimentação de helicópteros nas imediações do cemitério do município foi interrompida por volta de 11h30 de hoje. Isso não por causa do tempo, mas por causa de um sepultamento agendado para o meio-dia no local. O pedido da interrupção dos trabalhos aéreos, de acordo com o Corpo de Bombeiros , foi feito pela família da vítima que será enterrada.

Após a tragédia, dois engenheiros que atestaram a segurança da barragem, além de três funcionários da Vale , foram presos. O governo federal já afirmou que "tomará medidas" para impedir tragédias parecidas e falou em aumentar a fiscalização. Hospitalizado por conta de uma cirurgia, o presidente Jair Bolsonaro viajou à cidade mineira antes de ser internado.

Leia também: Vale divulga lista de mortos na tragédia de Brumadinho; confira

Desde o primeiro dia da tragédia de Brumadinho , a empresa Vale foi a responsável por atualizar a lista de mortos e desaparecidos, uma vez que muitas vítimas eram funcionários ou terceirizados da mineradora. Por enquanto, foram confirmados 142mortos, entre os quais 122 foram identificados. Ainda há 194 desaparecidos, 394 corpos localizados e outras 192 pessoas foram resgatadas com vida. 

* Com informações da Agência Brasil.