Tamanho do texto

Com o fim das férias escolares, veículos passam a ter circulação restrita nas principais vias da cidade com a volta do rodízio municipal em São Paulo

Rodízio de veículos volta a valer nesta segunda-feira (14), em São Paulo
Reprodução/ CET
Rodízio de veículos volta a valer nesta segunda-feira (14), em São Paulo

A Operação Horário de Pico, que determina rodízio municipal entre os veículos, voltou a vigorar nesta segunda-feira (14), em São Paulo. De acordo com a prefeitura, o retorno da operação é necessária devido ao término das férias escolares e, por isso, o aumento do fluxo de carros na cidade.

Leia também: SP tem tarifa de ônibus mais cara a partir de hoje; saiba valores da integração

O rodízio municipal restringe a veiculação de automóveis em determinadas vias da cidade nos intervalo das 7h às 10h e, posteriormente, das 17h às 20h. A operação funciona durante os dias úteis, não valendo, portanto, aos sábados, domingos e feriados.

Nesta segunda-feira, a determinação é válida para os veículos com placas com final 1 e 2. Assim segue o calendário ao longo da semana: terça (3 e 4), quarta (5 e 6), quinta (7 e 8), sexta (9 e 0).

Leia também: Doria anuncia quarto ministro de Temer em sua equipe de governo em São Paulo

Estão inclusas as área do Centro Expandido, englobando as vias que formam o chamado Mini Anel Viário: Marginal do Tietê, Marginal Pinheiros, Avenida dos Bandeirantes e Afonso D’Esccragnole Taunay, Complexo Viário Maria Maluf, Avenida Tancredo Neves, Avenida das Juntas Provisórias, Viaduto Grande São Paulo , Avenida Professor Luís Inácio de Anhaia Melo e Avenida Salim Farah Maluf.

A operação estava suspensa desde o dia 21 de dezembro. Apesar da suspensão para carros, ele continuou valendo para veículos pesados (caminhões) e para as demais restrições: Zona de Máxima Restrição à Circulação de Caminhões (ZMRC) e a Zona de Máxima Restrição ao Fretamento (ZMRF).

Leia também: Criminosos explodem bomba em ponte e incendeiam transporte escolar no Ceará

Transitar em locais e horários não permitidos pelo rodízio implica em infração de trânsito de nível médio, com penalidade de multa de R$ 130,16 e acréscimo de quatro pontos na carteira de motorista.

O rodízio em São Paulo foi colocado em prática em 1997, com a finalidade de diminuir os problemas relacionados a engarrafamentos e emissão excessiva de gases, causados pelo intenso fluxo de automóveis na cidade. Segundo levantamento do Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN) do ano passado, há mais de 8,7 milhões de veículos circulando somente no município de São Paulo. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.