Tamanho do texto

Fábio Tuffy Felippe se entregou à polícia, na manhã desta sexta-feira (4), após cometer agressão contra esposa e ameaçar que mataria ela e sua família

Fábio Tuffy Felippe se entregou à polícia, após cometer agressão contra esposa, no Rio de Janeiro
Reprodução/ TV Globo
Fábio Tuffy Felippe se entregou à polícia, após cometer agressão contra esposa, no Rio de Janeiro

Acusado de cometer agressão e desfigurar o rosto da esposa, Fábio Tuffy Felippe se entregou à polícia na manhã desta sexta-feira (4), no Rio de Janeiro. Fábio é filho do presidente da Câmara Municipal do Rio, Jorge Felippe (MDB).

Leia também: Homem flagrado agredindo esposa em elevador é preso em Goiás

O homem é acusado de agredir a mulher, Christini Cardoso de França Felippe, durante três horas, no dia 21 de dezembro, além de ameaças proferidas contra a esposa e sua família. O caso foi relatado à Delegacia da Mulher de Pedra de Guaratiba, na zona oeste da capital fluminense, pelos parentes da vítima, que afirmaram que a agressão não foi a primeira sofrida por Christini.

Um inquérito policial para apurar o caso foi instaurado no dia 26 de dezembro, chegando à Justiça três dias depois, em 29 de dezembro. Fábio ainda é investigado em outros inquéritos.

Além de responder por violência doméstica , o acusado ainda deve responder por crimes de lesão corporal, ameaça, perturbação de tranquilidade contra a ex-esposa e apreensão de veículo e de documento de procedência duvidosa.

O investigado já havia prestado depoimento à polícia nessa quarta-feira (2), negando as acusações e dizendo que pretende colaborar com a investigação.

Filho de presidente da Câmara dos Vereadores é acusado de cometer agressão e desfigurar rosto de esposa
Reprodução
Filho de presidente da Câmara dos Vereadores é acusado de cometer agressão e desfigurar rosto de esposa

Leia também:  Padrasto mata enteados a facadas e é linchado por vizinhos, em Pernambuco

Tanto a família da vítima quanto a polícia alegaram que Tuffy expressa comportamento agressivo e violento. O motivo teria sido a não aceitação do fim do relacionamento por parte do marido, que chegou a dizer à mãe de Christini que mataria a mulher e seus familiares.

Após as agressões, a mulher precisou ser hospitalizada devido às fraturas que deformaram seu rosto. Parentes da vítima compartilharam imagens de Christini com os olhos roxos e inchados, sem poder abri-los.

O vereador Jorge Felippe (MDB), pai de Tuffy, postou vídeo em suas redes sociais no último domingo (30) dizendo que teve conhecimento do acontecido somente pela internet e que acredita que o filho deve responder por seus atos.

Leia também: Homem que ateou fogo na ex-mulher é preso no ABC Paulista

"Não foram esses os ensinamentos que nós passamos. Tenho esposa, filhos, netos, bisnetos. Não quero violência para eles. Tampouco quero violência para quem quer que seja", menifestou-se o vereador sobre o caso de agressão

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.