Tamanho do texto

Polícia Civil de Goiás montou força-tarefa para contabilizar cédulas que estavam em mala escondida; vídeo mostra acesso a esconderijo do médium

Força-tarefa da Polícia Civil foi mobilizada para contar dinheiro apreendido na casa de João de Deus
Reprodução/Polícia Civil de Goiás
Força-tarefa da Polícia Civil foi mobilizada para contar dinheiro apreendido na casa de João de Deus

A Polícia Civil de Goiás divulgou neste sábado (22) imagens dos itens apreendidos ontem na casa do médium João de Deus . Foram cumpridos mandados de busca e apreensão em endereços do líder espiritual, acusado de ter cometido abusos sexuais, e também na Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia (GO), onde são realizados os atendimentos que teriam servido de pretexto para os crimes sexuais. 

Foi encontrada uma mala cheia de dinheiro guardada em um porão de apenas 3 m³. O acesso ao local ficava em fundo falso no armário do quarto de João de Deus  e os policiais precisaram de um maçarico para desbloquear a passagem.

Foi armada uma força-tarefa para contabilizar as notas que estavam na mala. Chegou-se a um total de R$ 1,2 milhão que, somado aos R$ 405 mil que já haviam sido encontrados no início da semana, chegam a R$ 1,6 milhão em dinheiro vivo.

Veja abaixo o vídeo da ação da polícia para acessar o esconderijo e para contar o dinheiro:


Leia também: Juiz decreta ordem de prisão a João de Deus por porte ilegal de armas

Além do dinheiro, também foi apreendida grande quantidade de pedras preciosas, que ainda serão submetidas a perícia para atestar suas especificações. A Polícia Civil descreveu os itens do seguinte modo:

  • R$ 1.212.110,00;
  • US$ 908;
  • 770 euros;
  • 20 pedras de tonalidade champanhe amarronzado de tamanhos diversos;
  • 13 pedras transparentes de tamanhos variados;
  • 17 pedras de tonalidade champanhe clara e algumas transparentes, tamanhos diversos;
  • 42 pedras de tonalidades champanhe clara e amarronzada e tamanhos variados;
  • 7 pedras de cores verdes e esbranquiçadas de tamanhos diversos;
  • 11 pedras de cores e tamanhos diversos em um saco plástico de cor transparente;
  • 1 saco transparente de numeração 56 contendo pedras de tamanhos e cores diversos;
  • 1 saco transparente de numeração 94 contendo pedras de tamanhos e cores diversas;
  • 1 saco transparente de numeração 112 contendo pedras de cor preta e tamanhos diversos;
  • 1 caixa de cor branca contendo duas pedras de cores verdes;
  • 1 pasta de cor transparente contendo 35 caixas pequenas de cor branca, todas contendo pedras pequenas e lapidadas.

Leia também: Médico é preso em Goiânia suspeito de deformar o rosto de mais de 30 pacientes

Veja o que foi apreendido em esconderijo de João de Deus:


    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.