Tamanho do texto

Vítima segue internada no Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto após sofrer escoriações no corpo e fratura nos tornozelos, na coluna e no crânio

Mulher que pulou do 4° andar é levada para o Hospital das Clínicas, em Ribeirão Preto
Reprodução/ Hospital das Clínicas-Ribeirão Preto
Mulher que pulou do 4° andar é levada para o Hospital das Clínicas, em Ribeirão Preto

Continua internada no hospital a mulher de 39 anos que pulou da janela do seu apartamento, localizado no quarto andar, enquanto fugia do ex-marido armado que a ameaçou de morte, nesta quarta-feira (19). A vítima está internada na Unidade de Emergência do Hospital das Clínicas (HC-EU), em Ribeirão Preto (SP), e apresenta quadro clínico estável.

Leia também: Força-tarefa do caso João de Deus coleta denúncias de mulheres de sete países

O suspeito, que não aceitava o fim do casamento, fugiu com o carro após o incidente e foi contatado na manhã desta quinta-feira (20). Medidas protetivas à vítima já haviam sido determinadas pela Justiça, segundo informações da Polícia Civil de Ribeirão Preto.

A mulher contou aos polícias militares que durante o processo de separação, o acordo com o ex-marido era de que ela ficasse com o apartamento, enquanto ele ficaria com o carro da família. Foi esse o carro utilizado pelo homem para entrar no condomínio em que aconteceu a queda.

De acordo com a vítima, enquanto saía para trabalhar, o ex-marido a rendeu com uma arma e a levou para onde era o quarto do casal, onde a amordaçou e a deixou trancada no apartamento, enquanto ia até a garagem para estacionar o carro.

Leia também: Que tiro foi esse? Insegurança pública matou vereadora e virou caso de ministro

Foi nesse momento que a mulher decidiu pular a janela do quarto andar, a 15 metros de altura do chão. Durante a queda, a vítima quebrou o telhado da garagem e sofreu fratura nos dois tornozelos, na coluna, no crânio e escoriações no corpo. Ela foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Um pedido de exame de corpo de delito já foi realizado pela Polícia Civil, que deve ser feito pela equipe do Instituto Médico Legal (IML).

O suspeito fugiu com o carro, que foi encontrado estacionado em frente à casa do homem, de acordo com a Polícia Militar. No boletim de ocorrência ainda consta que o homem ligou para uma sobrinha pedindo ajuda e “dizendo que havia feito uma besteira”.

Leia também: Grafites em homenagem a Marielle Franco são vandalizados no Rio de Janeiro

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Defesa da Mulher (DM), que entrou em contato com o ex-marido da vítima, que afirmou que vai se apresentar à Polícia Civil de Ribeirão Preto , porém isso ainda não havia acontecido até a manhã desta quinta-feira. O homem deve responder por violência doméstica e por tentativa de homicídio.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.