Tamanho do texto

Matheus foi encontrado em uma clinica psiquiátrica de reabilitação próxima a Analândia; corpo de Fabiane foi encontrado no último dia 21 de novembro

Turista estava nua no meio da vegetação e teve todos os pertences deixados ao lado do corpo
Reprodução/ Facebook
Turista estava nua no meio da vegetação e teve todos os pertences deixados ao lado do corpo

Um suspeito de envolvimento na morte da turista Fabiane Fernandes , de 30 anos, em Arraial do Cabo (RJ), foi preso pela Polícia Civil nesta sexta-feira (14) em São Carlos (SP). Matheus Augusto da Silva, de 22 anos, foi levado para a Delegacia de Investigações Gerais (DIG).

Matheus foi encontrado por policiais civis do Rio por volta das 10h em uma clinica psiquiátrica de reabilitação próxima a Analândia. As autoridades, que tinham um mandado de prisão temporária de 30 dias contra jovem, começaram as buscas às 5h. De acordo com a polícia, o rapaz foi apontado por outro homem que já está preso no Rio pela morte da turista .

"Fizemos contato com a DIG de São Carlos, que nos auxiliou na captura desse elemento. Ele foi reconhecido por uma testemunha como sendo a pessoa que violentou e depois matou Fabiane", disse delegado Michel Floroschk, que é do Rio de Janeiro e esteve em São Carlos para efetuar a prisão.

Leia também: Turista é resgatada após cair de navio de cruzeiro e passar dez horas no mar

O suspeito é investigado pelo crime de estupro e homicídio , no entanto afirmou que estava acampado e negou as acusações. "Ele diz que esteve no Rio, que esteve com a moça, mas que tais fatos não foram praticados por ele. A versão dele vai ser confrontada com as provas no inquérito", disse o delegado.

"Infelizmente a moça fez uma trilha onde ele estava acampado com outra pessoa. Essa outra pessoa já está detida no Rio e o apontou como sendo o autor do delito", afirmou Floroschk.

"Em um primeiro momento, parece uma pessoa atormentada, que não tem muito discernimento. Agora a gente vai precisar um exame de sanidade mental dele para esclarecer a característica psicológica dele", completou o delegado Floroschk. O rapaz passou por exame de corpo de delito e foi levado para o Rio para ser ouvido pelo delegado Renato Mariano, responsável pela investigação.

O corpo da catarinense foi encontrado pelo Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro no dia 21 de novembro. Moradora de Florianópolis, ela foi passar o feriado prolongado em Arraial do Cabo, na Região dos Lagos, e desapareceu ao sair do hotel para fazer uma trilha no Morro da Cabocla, na Prainha, no dia 17 do mesmo mês.

A vítima tinha um filho de 8 anos e morava com a família no Bairro dos Ingleses, em Florianópolis, onde era administradora de uma pousada. De acordo com familiares da vítima, ela viajou junto com um namorado. 

A turista ficou desaparecida por três dias. De acordo com o Corpo de Bombeiros, a vítima estava nua no meio da vegetação e teve todos os pertences deixados ao lado, inclusive o telefone celular e a carteira de dinheiro vazia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas