Tamanho do texto

Bombeiros foram chamados para conter chamas que atingiram três andares do prédio onde uma fábrica estava instalada. Não há relato de feridos. Veja

Incêndio atingiu fábrica de tecidos próxima a rua 25 de março no Centro de São Paulo, região de comércio popular muito povoada na época de Natal
Reprodução/TV Globo
Incêndio atingiu fábrica de tecidos próxima a rua 25 de março no Centro de São Paulo, região de comércio popular muito povoada na época de Natal

Os oficiais do Corpo de Bombeiros foram acionados na manhã desta quarta-feira (12) para conter um incêndio de grandes proporções que atingiu três andares de um prédio na região da rua 25 de março, no Centro de São Paulo, que abrigava lojas, depósitos e uma fábrica de tecidos.

Leia também: Prédio de 24 andares desaba após incêndio de grandes proporções no centro de SP

Ao todo 28 viaturas com 71 bombeiros da corporação foram enviadas ao local para conter as chamas no prédio que, segundo testemunhas, começaram entre 8h15 e 8h20. As informações ainda não foram confirmadas pelas autoridades. Policiais e peritos criminais que se encontram no local apuram as causas do incêndio , mas ainda não chegaram a uma conclusão. Até agora, oficialmente, não há relato de feridos.

O edifício fica localizado exatamente na esquina da rua Cavalheiro Basílio Jafet com a rua Jorge Azem. O local, nas imediações da rua 25 de Março , é um importante centro de comércio popular da cidade de São Paulo que costuma ficar lotado no mês de dezembro, as vésperas do Natal, quando as pessoas vão até a região para fazer compras.

Leia também: Queda de avião mata duas pessoas e fere 12 na zona norte de São Paulo

Local do incêndio abrigava uma loja de artigos de festa, decoração e tecidos, além de uma lanchonete
Reprodução/TV Globo
Local do incêndio abrigava uma loja de artigos de festa, decoração e tecidos, além de uma lanchonete

Segundo as informações reveladas pelo Capitão Marcos Palumbo, porta-voz do Corpo de Bombeiros , o incêndio começou no terceiro e último andar, que já foi completamente tomado pelas chamas e se espalhou para os outros dois andares abaixo e para os prédios ao lado.

Nesse momento, os oficiais trabalham para evitar que o incêndio se espalhe para os outros vizinhos, inclusive, para um shopping popular que funciona no edifício ao lado de sete andares.

A região precisou ser isolada e ainda é difícil dizer se as chamas comprometeram a estrutura da construção, mas segundo os peritos do Corpo de Bombeiros, um incêndio dessa proporção geralmente causa uma dilatação na estrutura e consequentes rachaduras, sobretudo, em edificações antigas como era o caso.

Leia também: Vídeo mostra ação de atirador dentro da Catedral de Campinas

A loja que funcionava no local chamada "A Gaivota" é bastante tradicional e estava instalada no local há 47 anos. O comércio conta com dezenas de funcionários, vende artigos para festa, decoração e tecidos e estava aberto na hora que o incêndio começou, mas os empregados e alguns clientes que já estavam nas dependêndias conseguiram deixar o local antes de serem atingidos pelas chamas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.