Tamanho do texto

Sessão discutia o projeto de Lei de Uso e Ocupação do Solo e foi suspensa após um professor da UnB discutir com a presidente da comissão

Confusão na Câmara Legislativa do Distriro Fedral foi exibida ao vivo pela internet
Reprodução
Confusão na Câmara Legislativa do Distriro Fedral foi exibida ao vivo pela internet

Um bate-boca seguido por uma pancadaria suspendeu uma audiência pública na Câmara Legislativa do Distrito Federal nesta segunda-feira (26). A confusão generalizada começou por volta das 16h, durante um debate sobre o uso das áreas públicas da capital.

Leia também: Justiça adia julgamento do processo mais antigo do País, que já dura 123 anos

Os participantes estavam em uma sessão convocada para discutir uma emenda ao projeto de Lei de Uso e Ocupação do Solo (Luos). O encontro foi interrompido depois que participantes contrários à proposta começaram a questionar as respostas apresentadas pelo secretário de Gestão do Território e Habitação do Distrito Federal , Thiago Andrade.

A confusão foi exibida ao vivo, na internet, pelo sistema de transmissão da Câmara Legislativa. Nas imagens, é possível ver que Thiago de Andrade, responde a um professor da Universidade de Brasília ( UnB ) sobre o andamento do projeto de lei.

Leia também: "Tu vai entrar na bala": PF investiga vídeos com novas ameaças a Bolsonaro

Em seguida, a deputada Telma Rufino, que presidia a sessão, toma a palavra e pede que o professor se acalme. Como ele continua a falar, a distrital solicita que ele se retire da sessão. " Eu vou pedir para o senhor se retirar do plenário. Porque ofender aqui não, não aceito isso de jeito nenhum!".

Não é possível escutar a resposta do docente no vídeo. No entanto, a deputada responde: “O senhor veio aqui para quê? Para ofender as pessoas?... Aqui é uma democracia o senhor tem que respeitar a gente, para gente respeitar o senhor... O senhor está tumultuando, o senhor não conhece a minha pessoa, o senhor tem que provar que sou ladra”.

Minutos depois, o professor deixa o plenário e outras pessoas o acompanham. Na saída, um homem que estava sentado atira um objeto contra um participante e, então, se inicia uma briga. Nesse momento, o áudio do vídeo foi cortado. Outras pessoas tentam separar a confusão, mas se juntam à pancadaria .

Leia também: Motorista que fugir do local de acidente pode ser preso e condenado, decide STF

Após a suspensão da audiência, a Polícia Legislativa chega ao local, mas não consegue separar o grupo. Da mesa, os deputados presentes à sessão acompanham o tumulto, mas não chegam a intervir. Até as 17h30, não havia registros de pessoas feridas ou detidas. Mais tarde, a deputada do  Distrito Federal informou que a votação da matéria deverá acontecer em 11 de dezembro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.