Tamanho do texto

Irmão de menina de 11 meses que também morreu em deslizamento, Arthur Caetano estava internado desde ontem, mas teve morte confirmada hoje

Deslizamento em Niterói destruiu nove casas e pizzaria; Defesa Civil aponta
Reprodução/TV Globo
Deslizamento em Niterói destruiu nove casas e pizzaria; Defesa Civil aponta "ruptura de um maciço"

Subiu para 15 o número de mortos pelo  deslizamento ocorrido na madrugada de sábado (10) no Morro Boa Esperança, em Niterói (RJ) . A tragédia já é a segunda pior da história da cidade, que viu 46 pessoas morrerem por conta de chuvas no Morro do Bumba em 2010.

A décima quinta vítima do deslizamento em Niterói é Arthur Caetano de Carvalho, de apenas 3 anos. Ele foi resgatado com vida e passou por cirurgia no hospital Azevedo Lima, mas acabou não resistindo e morreu neste domingo (11). Arthur é irmão de outra vítima, Nicole Caetano, que morreu aos 11 meses de vida.

A força-tarefa formada por integrantes do Corpo de Bombeiros e das defesas civis municipal e estadual (além de voluntários) contou com a instalação de um gerador de energia no local do incidente para retirar os últimos quatro corpos dos escombros durante a madrugada.

A identidade das pessoas que morreram na tragédia do Morro Boa Esperança  foi divulgada na tarde deste domingo pelo prefeito da cidade, Rodrigo Neves (PDT) [confira ao fim desta reportagem]. Onze pessoas foram resgatadas com vida, das quais cinco permanecem internadas.

O prefeito do município informou hoje que a área da comunidade  não era considerada de alto risco e que o rolamento da enorme pedra que atingiu oito casas e uma pizzaria na encosta da comunidade de Boa Esperança era um evento "muito imprevisível".

A prefeitura da cidade afirma que mais de 200 profissionais da Defesa Civil e das secretarias de Obras, Conservação, Assistência Social, Saúde e Companhia de Limpeza atuam com 80 integrantes do Corpo de Bombeiros na comunidade situada em Piratininga. Agentes do departamento de trânsito e da Guarda Municipal estão coordenando o acesso à região.

Segundo a Defesa Civil municipal e técnicos do Departamento de Recursos Minerais do Estado do Rio de Janeiro, a tragédia foi provocada após a "ruptura de um maciço" acima da localidade Boa Esperança.

Uma base de apoio foi armada na Escola Municipal Francisco Portugal Neves, em Piratininga, que está recebendo os desabrigados pelo deslizamento e a prefeitura pede doações solidárias para atender às famílias. As doações devem ser encaminhadas a essa escola ou à Sede dos Conselhos, na rua Coronel Gomes Machado, 259, centro da cidade.

Leia também: Mercosul aprova proposta do Brasil que aumenta alcance de perseguições policiais

Deslizamento em Niterói ocorreu na madrugada de sexta-feira para sábado
Reprodução/ TV Globo
Deslizamento em Niterói ocorreu na madrugada de sexta-feira para sábado

Em nota, a gestão do prefeito Rodrigo Neves garante que foram realizados investimentos nos últimos anos para previnir tragédias como a ocorrida em Boa Esperança. A administração reforça ainda que "todos os órgãos estão completamente focados no socorro e assistência às famílias das vítimas".

Leia também: Acumulou! Ninguém acerta na Mega-Sena e prêmio pode chegar a R$ 33 milhões

"Desde 2013, a Prefeitura de Niterói fez cerca 70 obras de contenção de encostas, entregou mais de 3 mil casas populares e está desenvolvendo um trabalho específico, focado em áreas de alto risco geológico. Foram investidos mais de R$ 200 milhões no Sistema Municipal de Defesa Civil de Niterói, considerado pela ONU uma dos cinco melhores do Brasil. Nos últimos seis anos, não tivemos nenhuma tragédia com deslizamento de terra em encostas na cidade", informa o município.

Veja abaixo a relação de vítimas do deslizamento em Niterói:

  1. Marcos Andone
  2. Maria Madalena
  3. Kaíque da Silva
  4. Dalvina Amarins
  5. Nicole Caetano
  6. Alan Ferreira Teles
  7. Amanda Thomás
  8. Jéssica Martins
  9. Maria Aparecida
  10. Claudiomar Dias
  11. Janete Martins
  12. Marcos Antônio
  13. Maria do Carmo
  14. Beatriz Pereira
  15. Arthur Caetano de Carvalho
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.