Tamanho do texto

Pacote suspeito foi deixado nas imediações da instituição; denúncia sobre o caso chegou à polícia cedo, mas quando lugar já estava cercado por eleitores

Falsa ameaça de bomba na Escola Classe 19 de Taguatinga Norte mobilizou equipes da Polícia Militar, que isolaram a áerea
Reprodução/Facebook
Falsa ameaça de bomba na Escola Classe 19 de Taguatinga Norte mobilizou equipes da Polícia Militar, que isolaram a áerea

Uma falsa ameaça de bomba nas proximidades de um colégio de educação infantil, localizado no Distrito Federal, causou a mobilização de equipes da Polícia Militar da região, no fim da manhã deste domingo (28), dia de votação em todo o Brasil. Apesar da escola não estar ativa para estudantes neste fim de semana, ela é um dos colégio eleitorais das eleições 2018. 

Leia também: Com segurança reforçada, Jair Bolsonaro vota no Rio de Janeiro

ameaça de bomba se deu a partir do momento em que uma caixa suspeita foi encontrada nas imediações da instituição de ensino. Os eleitores da Escola Classe 19 de Taguatinga e os moradores da QNA 39, onde a escola é localizada, levaram um susto com o ocorrido. Mais tarde, porém, comprovou-se que a caixa tinha apenas tijolos.

Apesar da apreensão, a votação do segundo turno das eleições deste ano não chegou a ser interrompida na escola. Mesmo assim, o Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar (Bope) isolou a área para investigar o pacote suspeito.

Leia também: Começa a votação do 2º turno das eleições; 13 estados e DF escolherão governador

De acordo com o jornal Correio Braziliense, o pacote era uma caixa de papelão, deixada na rua. A suspeita fez a PM acionar a Operação Petardo, específica para situações de suspeita de bomba. Além disso, cerca de 20 policiais e bombeiros foram deslocados para o local. 

Ainda segundo o jornal, o objeto que se achava que fosse uma bomba no DF foi deixado em frente ao prédio do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), que fica ao lado da escola. Além do pacote não ser identificado, o major do Bope, Gustavo Dias, afirmou que um papel com a imagem de uma bomba foi afixado na parte superior da caixa.

Dias confirmou a brincadeira de mau gosto. “Mesmo assim, não podemos descartar ameaças. Temos que verificar todas. Cerca de 30 policiais foram deslocados para atender essa ocorrência”, ressaltou.

Leia também: Bolsonaro tem 54% das intenções de voto e Haddad, 46%, diz pesquisa Ibope

O colégio não chegou a ser nem mesmo evacuado. Segundo a rádio CBN , as eleições prosseguiram normalmente no local, mas os moradores da região foram aconselhados pelos policiais a permanecerem em casa, se distanciando da ameaça de bomba o quanto puderem.

* Mais informações em instantes.