Tamanho do texto

Além de votar para presidente da República, eleitores de 19 cidades irão às urnas neste domingo (28) para escolher novos prefeitos; acompanhe no iG

Com país dividido, brasileiros vão às urnas escolher futuro presidente neste segundo turno das eleições 2018
Jr./ ASICS/ TSE
Com país dividido, brasileiros vão às urnas escolher futuro presidente neste segundo turno das eleições 2018

Às 8h deste domingo (28), foi dada a largada do segundo turno das eleições 2018. Afinal, é hoje que o eleitorado brasileiro vai às urnas para escolher o nome do futuro presidente do Brasil e, em alguns casos, dos governadores que representarão a voz do povo nos próximos anos. 

Leia também: Camisetas, selfies e broches: veja o que pode e o que não pode no dia da eleição

Divididos entre bolsonaristas e petistas, ao todo, são 147.302.354 eleitores aptos a participar do segundo turno das eleições 2018 . Destes, 77.339.897 são mulheres (52,5%) e 69.902.977 são homens (47,45%), todos distribuídos por 5.550 municípios e em 171 localidades de 110 países.

Todos brasileiros maiores de 16 anos terão até as 17h de hoje para ir até a sua sessão eleitoral e realizar o voto na urna eletrônica lá localizada. Aqueles que tiverem menos de 18 anos ou mais de 65, poderão escolher se vão ou não participar das eleições deste ano. Para os demais, o voto é obrigatório.

De acordo com o TSE, em 2014, as mulheres eram 74.459.424 (52,13%) e os homens, 68.247.598 (47,79%), o que é apresentado como um aumento do eleitorado feminino nas eleições 2018 . O TSE também registrou um crescimento expressivo dos eleitores no exterior nos últimos quatro anos, passando de 354.184 para 500.727 eleitores, aumento de 41,37%.

Os eleitores de 13 estados e do Distrito Federal irão às urnas votar também para governador. Entre os candidatos disputando o segundo turno, há somente uma mulher: a senadora Fátima Bezerra (PT), que disputa pelo governo do Rio Grande do Norte. 

A senadora é também a única candidata do PT no segundo turno . O partido elegeu três governadores no primeiro turno: Camilo Santana (CE), Paulo Câmara (BA) e Wellington Dias (PI), além de aliados como Flávio Dino (PCdoB-MA) e Renan Filho (MDB-AL).

O partido do presidenciável Jair Bolsonaro, o PSL, por sua vez, tem três concorrentes no segundo turno das eleições estaduais: Coronel Marcos Rocha (RO), Antônio Denarium (RR) e Comandante Moisés (SC).

Ocorre segundo turno para governo nos estados de Amapá, Amazonas, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe. 

Neste domingo, também serão escolhidos os prefeitos de 19 cidades . As eleições suplementares vão mobilizar o eleitorado de cinco municípios de Goiás, quatro de São Paulo, três do Rio de Janeiro, dois do Amazonas, um do Rio Grande do Sul, um de Santa Catarina, um do Mato Grosso, um do Ceará e um do Maranhão.

Quem tiver mais de 18 anos e menos de 65, mas não puder ou não conseguir participar das eleições neste ano, deverá justificar a sua ausência no voto. O eleitor terá até 60 dias para justificar em qualquer cartório eleitoral.

Leia também: Após pedido da equipe de Bolsonaro, TSE chama partidos para acompanhar apuração

Para registrar seu voto no segundo turno das eleições 2018 , é necessário apresentar um documento oficial com foto, como carteiras de identidade, de trabalho, nacional de habilitação, certificado de reservista, Documento Nacional de Identidade (DNI) ou passaporte.

* Com informações da Agência Brasil.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.