Delegacia no Acre é invadida por populares, que retiram preso de dentro de cela e o matam
Reprodução
Delegacia no Acre é invadida por populares, que retiram preso de dentro de cela e o matam

Populares invadiram uma delegacia no Acre, localizada na cidade de Capixaba, no interior do estado, na noite desta quinta-feira (27) para matar um homem que estava preso. Segundo a polícia, as pessoas retiraram Elison de Souza Santos, de 19 anos, de dentro da cela em que estava e o levaram para a rua, onde foi linchado até a morte.

Leia também: Aluno atira contra colegas em escola no Paraná e deixa dois feridos; assista

O homem estava detido em uma delegacia no Acre por ser suspeito de assassinar o casal Francisco Oliveira e Sebastiana Mendes, de 69 e 58 anos, respectivamente, no Ramal Brasil Bolívia, zona rural do município, nesta quarta-feira (26).

A polícia informou que, ao saber da prisão, um grupo invadiu a delegacia. Ao ser retirado da cela, Santos chegou a fugir dos populares, mas foi alcançado na BR-317, onde pessoas o atacaram com golpes de foice e facão provocando a morte do jovem.

Não foi divulgado o número de pessoas que entraram na delegacia, nem quantos policiais estavam no local no momento da invasão. A ação deixou um portão quebrado e outros objetos destruídos. 

Segundo a Polícia Civil, Santos foi preso pela Polícia Militar do Acre (PM-AC) e levado para delegacia na tarde de quinta-feira.

Leia também: Aluno que atirou em colegas no Paraná fez vídeo antes de ação: "Me humilharam"

Você viu?

Agora a polícia tenta identificar as pessoas que participaram do linchamento do preso. De acordo com o delegado da cidade, Marcos Cabral, o grupo pode ser indiciado por homicídio e dano ao patrimônio público.

O momento da invasão foi gravado, e o vídeo viralizou nas redes sociais. As imagens mostram os populares invadindo a delegacia e quebrando a porta da cela do suspeito. É possível notar que muitas pessoas estão com marretas e pés-de-cabra tentando quebrar a fechadura da cela onde o Santos estava. Assista:

Casal morto na fronteira

Elison Santos, de 19 anos, foi linchado após ser retirado da delegacia por populares
Reprodução
Elison Santos, de 19 anos, foi linchado após ser retirado da delegacia por populares

Na última quarta-feira, um casal de idosos foi morto a tiros em uma residência, no Ramal Brasil Bolívia, zona rural do município de Capixaba , no interior do Acre. As vítimas foram identificadas como Francisco Oliveira, de 69 anos, e Sebastiana Mendes, de 58.

Segundo uma testemunha que estava com Oliveira momentos antes do assassinato, foi possível ouvir um disparo de arma de fogo quando eles estavam trabalhando no roçado.  O idoso foi para casa para ver o que tinha acontecido e não voltou mais.

Leia também: Acre: jovem que divulgou 'nudes' de colega terá de prestar serviços comunitários

A testemunha ainda afirma que escutou outro disparo e correu para avisar aos vizinhos sobre o ocorrido. A polícia informou que Sebastiana foi encontrada dentro de casa, caída e com um tiro no rosto. Já Oliveira estava a cerca de 50 metros da casa, com um tiro no tórax e encoberto de folhas de árvore.

Suspeito de ter sido o autor dos disparos, Santos foi levado na quinta-feira a uma delegacia no Acre , onde ficou até ser linchado pelos populares no mesmo dia.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários