Direção do Museu Nacional disse estar está estudando a possibilidade de criar uma exposição externa permanente no Rio
Reprodução/Fernando Frazão/Agência Brasil
Direção do Museu Nacional disse estar está estudando a possibilidade de criar uma exposição externa permanente no Rio

O Museu Nacional do Rio Janeiro terá parte do seu acervo disponibilizado na Wikipédia para potencializar a preservação histórica das obras que foram afetadas durante o incêndio ocorrido no dia 2 de setembro.  Os conteúdos já estão recebendo verbetes elaborados por diferentes editores, e as imagens estão agrupadas para consultas na plataforma Wikimedia Commons.

Leia também: Evento promove incentivo à educação em museus após incêndio no Museu Nacional

A iniciativa “Galerias, Bibliotecas, Arquivos e Museus” (Glam) foi aderida pelo Museu Nacional  e segue a tendência de museus internacionais, como MoMA e Museo Picasso, somando-se a mais de 100 instituições em todos os continentes, incluindo instituições brasileiras como o Arquivo Nacional, o Museu do Ipiranga e o Museu da Imigração.

Com isso, as instituições deixam disponíveis boa parte de seus acervos na Wikipédia, permitindo que internautas do mundo todo tenham acesso a pinturas, fotografias e artefatos históricos.

Em uma publicação oficial, os editores da enciclopédia online e de licença livre explicaram que “o objetivo do  Wikiprojeto Inter-wikis do Museu Nacional é coordenar editores voluntários que se dispõem a contribuir com conteúdo sobre o museu e a coleção”. Além disso, destacaram que as contribuições ocorrem em vários projetos, em especial a Wikipédia, o Wikisource, o Wikimedia Commons e o Wikidata.

Segundo a equipe, a iniciativa é uma resposta da comunidade Wikimedia em português ao incêndio no Museu Nacional em 2018, que destruiu parte do acervo de uma das principais instituições culturais brasileiras.

No contexto da mobilização da comunidade, houve também a solicitação para que os usuários dos projetos Wikimedia colaborassem com imagens do museu. A solicitação deu-se em caráter de emergência, já que se descobriu que a instituição não dispunha de digitalização oficial da coleção.

Você viu?

Leia também: Alemanha promete € 1 milhão para reconstrução do Museu Nacional

Museu Nacional quer fazer exposição permanente na Quinta da Boa Vista

Acervo do Museu Nacional  do Rio de Janeiro será exposto por iniciativas online realizadas por editores da Wikipédia
Reprodução/Roberto da Silva/Museu Nacional
Acervo do Museu Nacional do Rio de Janeiro será exposto por iniciativas online realizadas por editores da Wikipédia

Além do engajamento de projetos que buscam resgatar os conteúdos que eram mantidos na instituição, a direção do Museu Nacional informou que após a realização de um festival na Quinta da Boa Vista neste final de semana, está estudando a possibilidade de criar uma exposição externa permanente na área.

O diretor do museu, Alexander Kellner, disse que ainda é preciso planejar a proposta, uma vez que tal processo requer autorizações e investimento significativo. ”Queremos criar algo como: 'venha à Quinta e veja o Museu Nacional todos os dias'. Estamos em discussão,  é tudo muito recente”, expôs.

Para a exposição ”Festival Museu Nacional Vive”, pesquisadores e outros servidores mobilizaram-se para conseguir tendas e voluntariaram-se para manter o contato do público com o museu mais antigo do Brasil.

Leia também: Diretor diz que incêndio em museu seria evitado se governo tivesse "bom senso"

O diretor do museu concluiu que a importância do evento se deu na transmissão do conhecimento à população, função que o Museu Nacional carrega por ser um centro de pesquisas vinculado à Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). “Conseguimos voltar a fazer parte das nossas atividades e estamos muito contentes. As pessoas abraçaram o museu”.

*Com informações da Agência Brasil

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários