Tamanho do texto

Acidente aconteceu no prédio de Metalurgia, do Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia, na Ilha do Fundão

Explosão aconteceu no prédio de Metalurgia, no laboratório da UFRJ, no campus Ilha do Fundão
Reprodução/Monica Kaneco/Flickr
Explosão aconteceu no prédio de Metalurgia, no laboratório da UFRJ, no campus Ilha do Fundão

Uma explosão assustou alunos e funcionários da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), na manhã desta quarta-feira (15). O incidente aconteceu dentro de um laboratório da UFRJ, localizado no prédio da Metalurgia.

Leia também: Explosão em posto de combustíveis deixa quatro feridos na zona norte de SP

Pelo menos três pessoas ficaram feridas após a explosão. Ainda não se sabe o que causou o incidente no laboratório da UFRJ , mas o caso será investigado. Apura-se que uma experiência química tenha ocasionado o episódio. Há informações de que a aluna ferida estava grávida.

O ocorrido foi no Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia (Coppe), localizado no Bloco F, no campus da UFRJ da Ilha do Fundão. Imediatamente após a explosão, viaturas do Corpo de Bombeiros de três quartéis foram acionadas. De acordo com a corporação, o episódio foi por volta das 10h30.

Leia também: Usiminas retoma atividades três dias após explosão ferir mais de 30 em Ipatinga

Bombeiros estão no laboratório da UFRJ

Pelo menos uma estudante e dois técnicos ficaram feridos durante uma explosão em um laboratório da UFRJ, hoje cedo
Reprodução/Globo News
Pelo menos uma estudante e dois técnicos ficaram feridos durante uma explosão em um laboratório da UFRJ, hoje cedo

Segundo a Globo News , uma estudantes e dois técnicos ficaram feridos. Hoje, o Coppe é o maior centro de ensino e pesquisa em engenharia de toda a América Latina.

Ainda segundo a emissora, o andar onde ocorreu a explosão foi interditado. A aluna ferida foi identificada como Isabela Rocha. Ela estava gestante e ficou gravemente ferida. As demais vítimas seriam dois técnicos: Osvaldo Freire e Nelson Aguiar. Os dois ficaram com ferimentos leves.

De acordo com a rádio CBN de notícias, Isabela sofreu, no acidente, cortes nas mãos e no rosto, além de queimaduras com algum elemento ácido.

Leia também: Estudante da Uerj foi executada em favela da zona norte do Rio, conclui polícia

As causas específicas da explosão e as proporções dela ainda são desconhecidas. Porém, há estudantes que levantaram, em publicações nas redes sociais, a hipótese do incidente no laboratório da UFRJ ter sido decorrente de um acidente com uma capela de ácido nítrico.

* Mais informações em instantes.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.