Bruna Zucco, de apenas 21 anos, é a atual Miss Altônia e está desaparecida desde a última quinta-feira (22)
Reprodução/Facebook Bruna Zucco
Bruna Zucco, de apenas 21 anos, é a atual Miss Altônia e está desaparecida desde a última quinta-feira (22)

A Polícia Civil investiga o desaparecimento de Bruna Zucco , de 21 anos, atual Miss Altônia, no noroeste do Paraná, que teria sido vista pela última vez na quinta-feira (22), logo depois de sair da faculdade. De acordo com o delegado Izais Cordeiro ao “Brasil Urgente”, há indícios de que a jovem tenha sido carbonizada em uma picape junto do empresário Valdir Feitosa, de 31 anos.

Leia também: Funcionárias são demitidas após bebê de 7 meses ser “esquecido” em creche de SP

A suspeita de que a atual Miss Altônia tenha sido morta carbonizada acontece depois de a mãe relatar o desaparecimento e, pouco depois, uma picape incendiada com dois corpos ser encontrada por motoristas em uma estrada rural, próxima à PR-490, em Altônia. A Polícia Militar afirma que ainda não há informações sobre a causa do fogo. Alguns objetos encontrados no veículo foram reconhecidos pelas famílias de Bruna e Valdir.

“Foi colhida uma espiral de caderno, resquícios de um aparelho eletrônico e de uma bolsa escolar [dentro do carro]. Resquícios que acreditamos apontar de que a Bruna estivesse dentro da picape incendiada. A mãe dela reconheceu a bolsa e confirmou que ela usava um iPhone. Não é oficial, mas tudo isso são elementos nos levam a crer de que um dos corpos seja o dela. Até o momento, não há notícias do paradeiro dela e nem do Valdir, também desaparecido”, afirma o delegado. “Nós temos duas pessoas desaparecidas e dois corpos encontrados carbonizados, então tudo nos leva a crer de que sejam os dois”, conclui.

Leia também: Aluno posta foto apontando arma para o professor em sala de aula de Manaus

Você viu?

Picape carbonizada foi encontrada por motoristas em uma estrada rural, próxima à PR-490, em Altônia
Divulgação/Polícia Militar Paraná
Picape carbonizada foi encontrada por motoristas em uma estrada rural, próxima à PR-490, em Altônia

A delegacia ainda aguarda os exames de DNA , que serão realizados na cidade de Curitiba, após realizar a colheita do material genético recolhido com familiares dos dois desaparecidos. Os resultados podem levar de 30 a 60 dias. Também de acordo com o delegado ao programa de TV, as últimas imagens de Bruna Zucco foram feitas por câmeras de segurança, que mostram a jovem caminhando – pouco antes do desaparecimento -, provavelmente no retorno da aula na faculdade de Umuarama (PR), onde estuda psicologia.

Leia também: Homicídios caem no estado de São Paulo; estupros e furtos crescem

“A imagem mostra Bruna passando pela rua, em seguida é possível ver o veículo do Valdir e um segundo veículo, passando na sequência. O carro do Valdir foi reconhecido pelo seu irmão pela placa e também por uma caixa de ferramentas que ele carregava sempre, na caçamba da Fiat Strada [encontrada incendiada]”, aponta o delegado. “Por causa disso, podemos dizer que um dos corpos seria sim o do empresário”, deduz.

Relação desconhecida

Outro mistério em torno do desaparecimento de Bruna Zucco é sobre a relação da jovem com o empresário , já que a família desconhece qualquer tipo de relacionamento entre os dois, de acordo com Cordeiro.

Empresário Valdir Feitosa, de 31 anos, seria uma das vítimas em carro incendiado
Reprodução/Band/Brasil Urgente
Empresário Valdir Feitosa, de 31 anos, seria uma das vítimas em carro incendiado

“Eles relataram que não sabem se ela o conhecida. Então, nossa dificuldade de afirmar se os dois tinham algum relacionamento é porque a imagem não mostra ela entrou no carro [de Valdir] de maneira voluntária ou se teria sido capturada”, finaliza o delegado responsável pelo caso de desaparecimento da miss e do empresário local.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários