undefined
Reprodução/ Facebook
Aluno postou uma foto nas redes sociais apontando uma arma para um professor em sala de aula

Um aluno do Amazonas postou uma foto nas redes sociais apontando uma arma para um professor em sala de aula na Escola Estadual Professor Francisco das Chagas de Souza Albuquerque, no Centro de Manaus (AM). A informação foi confirmada pela assessoria de comunicação da Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (SEDUC), que não revelou se a arma exibida na imagem era de brinquedo.

Leia também: Alunas da Unesp-Bauru protestam contra assédio de professores durante formatura

Em nota, a Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino informou que “convocou os responsáveis do aluno para conversar e que já adotou as medidas disciplinares para o caso”. A secretaria informou ainda que o estudante “está suspenso das atividades escolares até o encerramento dos procedimentos administrativos”.

undefined
Reprodução
Após a repercussão da imagem, o estudante apagou a publicação e desativou sua conta no Facebook

Após a repercussão da imagem, o estudante apagou a publicação e desativou sua conta no Facebook. Mais tarde, no entanto, o jovem continuou fazendo publicações comentando o caso. “Deu foi merdaaaa (sic)”, escreveu em uma postagem. “Eu postei uma foto ontem [quarta-feira (21)] armado na escola ai rodo meio mundo em um dia kkkkk agora to aparecendo em tudo que é jornal kkkk (sic)”, explicou em seguida respondendo a um comentário da postagem.

Agressão a professor em SP

Em dezembro do ano passado, um estudante deu um soco no rosto de um professor na Escola Antônio de Alcântara Machado, na zona sul de São Paulo . Em um vídeo postado nas redes sociais, o docente aparece sentado em uma carteira discutindo com o jovem.

No momento em que o professor levanta da cadeira e retira o óculos o estudante defere o golpe. O jovem ainda tenta continuar a agredir o docente, mas é detido pelos colegas da sala. De acordo com a Secretaria de Educação, o agressor cursava o 3º ano do Ensino Médio no Ensino de Jovens e Adultos (EJA).

Leia também: Salário dos professores estaduais do Maranhão será de R$ 5.750 neste ano

Ainda segundo a nota da secretaria, após o ocorrido a direção da escola “imediatamente chamou os responsáveis do aluno, assim como a Ronda Escolar que registrou a ocorrência”. A secretaria afirmou também que prestou todo o apoio ao docente, que registrou boletim de ocorrência e realizou o exame de corpo de delito.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários