Tamanho do texto

Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), São Paulo está em estado de observação nesta quinta, depois de sair do estado de atenção

Três pessoas morreram devido às fortes chuvas de verão no estado de São Paulo até agora
Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas
Três pessoas morreram devido às fortes chuvas de verão no estado de São Paulo até agora

O Corpo de Bombeiros atendeu 97 ocorrências por queda de árvores por causa das fortes chuvas que atingiram a capital paulista nesta quinta-feira (26). Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), São Paulo está em estado de observação no final da tarde, depois de sair do estado de atenção.

LEIA MAIS: Destino de rejeitos do desastre em Mariana será definido em 45 dias

Por volta das 16h não havia mais nenhum ponto de alagamento ativo, ainda de acordo com o CGE. Três pessoas morreram devido às fortes chuvas de verão no estado de São Paulo até agora.

Ainda nesta quinta-feira (26), o Aeroporto de Congonhas teve as operações suspensas pelos ventos fortes, que chegaram a atingir 81 quilômetros por hora (km/h), entre as 12h54 e 13h03. As chuvas também foram responsáveis pelo transtorno. O terminal segue aberto para pousos e decolagens, mas opera por instrumentos. Já no Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, os ventos atingiram 70 km/h e o terminal opera normalmente, no visual.

Até o período da noite, novas áreas de instabilidade podem atingir a capital paulista com pancadas de chuva, o que em conjunto com o solo que permanece encharcado mantém elevado o potencial para formação de alagamentos, transbordamento de rios, queda de árvores e deslizamentos de terra.

LEIA MAIS: Itália encerra resgate de vítimas de avalanche sobre hotel e admite demora

A área de instabilidade sobre o estado é causada, segundo o CGE, pela zona de convergência de umidade e a propagação de um sistema frontal pelo oceano, o que causa o aumento da previsão de chuvas volumosas para os próximos dias.

Previsão do tempo

Para sexta-feira (27), a previsão é de tempo instável. As temperaturas devem variar entre mínima de 20°C e máxima de 25°C. A chuva deve cair entre a tarde e a noite, o que eleva o risco para alagamentos, deslizamentos de terra e transbordamento de rios e córregos.

LEIA MAIS: Urinar na rua no carnaval pode render multa de R$ 500 ao folião em SP

Já no sábado (28), o sol deve aparecer entre nuvens e favorecer a elevação das temperaturas. Os termômetros variam entre 19°C e 27°C. As chuvas mais intensas ocorrerão à tarde e à noite.