CPI da Covid ouve integrante de jantar em que ex-diretor da Saúde pediu propina
Senado Federal
CPI da Covid ouve integrante de jantar em que ex-diretor da Saúde pediu propina

CPI da Covid realiza nesta quinta-feira (26) a oitiva do ex-funcionário da Anvisa José Ricardo Santana, apontado como um dos participantes de um jantar - no dia 25 de fevereiro - com o ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde, Roberto Ferreira Dias. Na ocasião, o servidor teria feito um pedido propina para a negociação de vacinas contra o covid-19.

A menção a Santana ocorreu durante o depoimento do ex-integrante da Saúde. Dias, que chegou a ser preso so final de seu depoimento, alegou que foi ao restaurante Vastro, em Brasília, para encontrar José Ricardo - quem disse ser amigo. Assista ao vivo:

Em seu depoimento à comissão parlamentar de inquérito, o cabo da Polícia Militar de Minas Gerais, Luiz Paulo Dominghetti, relatou que, neste dia, Dias teria pedido uma propina equivalente a US$ 1 por dose da vacina Astrazeneca, por intermédio da empresa Davati Medical Supply.

Ao final do encontro, a oferta da empresa era de 400 milhões de doses da vacina contra o novo coronavírus. A formalização da proposta foi realizada nos dias que se sucederam, após um pedido de Roberto Dias.


Através de suas investigações, a CPI da Covid verificou que a empresa - Davati Medical Supply - não possui condições de entrega das doses prometidas e sequer possuía uma representação para negociar as vacinas em solo brasileiro.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários