Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina
Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina
Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina

Pelo menos três pessoas morreram em decorrência das chuvas que assolam Santa Catarina desde o início da semana. De acordo com a Defesa Civil do estado, 115 municípios relataram ocorrências que vão desde alagamentos e deslizamentos a quedas de árvores e muros – o que, segundo as autoridades locais, acabou por afetar 44 mil pessoas.

Até o momento, 14 municípios declararam situação de emergência. O total de desalojados está em 7,1 mil; e o de desabrigados, em 518. A Defesa Civil informa que, dos três óbitos confirmados, dois ocorreram no município de São Joaquim e outro no município de Urubici.

Em nota, o governo de Santa Catarina diz ter distribuído “itens de assistência humanitária, entre cestas básicas, água potável, colchões, kits de higiene pessoal e limpeza”, e que equipes foram enviadas aos locais impactados para dar apoio às ações das prefeituras.Os municípios em situação de emergência são: Tubarão, Orleans, Forquilhinha, Urubici, Maracajá, Araranguá, São Joaquim, Lages, Laurentino, Alfredo Wagner, Rio Rufino, Taió, Anitápolis e Monte Carlo.Segundo a Defesa Civil, os municípios de Benedito Novo e São Domingos devem ter situação decretada em breve, caso a situação não melhore.

Aulas suspensas

Diante da situação, a Secretaria da Educação estadual suspendeu, desde quarta-feira (4) as aulas em 152 escolas, sob a justificativa de que a locomoção dos estudantes estava inviabilizada devido às chuvas.

“As suspensões atingem escolas das coordenadorias regionais de Educação de Araranguá, Criciúma, Florianópolis, Ibirama, Laguna, Rio do Sul, Taió e Tubarão. A reposição das aulas está garantida para cumprimento dos 200 dias letivos previstos em lei”, informou, em nota, a secretaria.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários