Olavo de Carvalho
Reprodução/ Revista Fórum
Olavo de Carvalho


Filósofo conhecido como o "guru do bolsonarismo", Olavo de Carvalho  voltou para os Estados Unidos na última terça-feira (16)  em uma "saída à francesa", como o próprio comentou. Ele havia sido intimado a depor pela Polícia Federal (PF) no dia 9 de novembro.


O órgão queria ouvir Olavo no âmbito do inquérito que apura a existência de uma milícia digital que opera contra as instituições democráticas.


Segundo a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, o guru foi intimado por meio de sua defesa, que alegou que ele estava em tratamento de saúde - Olavo ficou internado no Brasil por quatro meses . Mas ele já deixou o país e retornou para sua casa, nos Estados Unidos, sem prestar o devido depoimento.

Leia Também


"Estava no hospital e me ofereceram um voo repentino. Eu não ia perder essa oportunidade, mesmo porque logo que cheguei ao Brasil, fui internado no Incor, apareceu uma convocação das autoridades, ao diretor do Incor, para que explicasse como eu tinha ido parar lá. Como se fosse preciso explicar a entrada de um paciente em um hospital público", disse em vídeo publicado em seu canal no YouTube no mesmo dia da viagem.



A publicação ressalta que essa não foi a primeira vez que a PF tentou ouvi-lo. Em agosto, Olavo foi intimado e a defesa usou o mesmo argumento do tratamento de saúde para evitar o depoimento à polícia.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários