O ministro da Saúde Marcelo Queiroga
Myke Sena/MS
O ministro da Saúde Marcelo Queiroga

O ministro da Saúde Marcelo Queiroga, que testou positivo para covid-19 durante a visita da comitiva brasileira a Nova York, onde foi realizada a Assembleia-Geral da ONU (Organização das Nações Unidas), deixou o hotel de luxo onde estava hospedado na noite desta sexta-feira (24), para se hospedar em um local com diárias mais baratas, segundo informou a revista Veja.

Ontem, o Ministério da Saúde anunciou a mudança, afirmando que o valor das diárias não seria pago com recursos públicos. Se continuasse no Intercontinental Barclay até o fim do período de quarentena de 14 dias, o custo total da hospedagem poderia chegar a R$ 140 mil. Destes, cerca ade R$ 50 mil teriam que ser pagos com recursos do próprio ministro, que não utiliza cartão corporativo de ministros de Estado.

O Ministério da Saúde ainda não informou onde o ministro está hospedado. Para cumprir todo o período de isolamento recomendado, ele terá que permanecer nos Estados Unidos até o dia 5 de outubro.

Marcelo Queiroga já tomou as duas doses da vacina da covid-19. Além dele, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e um diplomata do Palácio do Planalto, que fizeram parte da comitiva, também testaram positivo para a doença.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários