Allan dos Santos e Bolsonaro
Reprodução Instagram
Allan dos Santos e Bolsonaro

O canal do YouTube "Teça Livre", do blogueiro bolsonarista Allan dos Santos recebia em média R$ 22 mil por mês de publicidade na rede antes de sair do ar em janeiro por "ferir os termos de uso da plataforma". Ao todo, entre junho de 2020 a janeiro de 2021 recebeu R$ 180 mil da plataforma, segundo a Folha de São Paulo.

Essa verba não engloba os "Super Chats", em que seguidores podem enviar dinheiro para o dono do canal diretamente. Os valores foram obtidos pela Folha e constam em balanço feito pelo próprio Terça Livre e anexado ao processo que moveu contra o Google pela reativação do canal.

O pico de recebimentos se deu em novembro, quando atingiu R$ 42.670. Após se tornar alvo do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ultrapassou pouco mais de 300 dólares entre fevereiro e maio de 2021.

Na última terça (18), a Procuradoria do DF denunciou ele por incitação ao crime e também crime de ameaça ao ministro Luís Roberto Barroso. Além disso, a CPI da Covid pediu a quebra de sigilo do canal. 

Os senadores vão investigar se Allan dos Santos recebeu dinheiro do governo federal para divulgar informações falsas a respeito da pandemia da Covid-19.



    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários