Coreano de máscara
Reprodução/Korea Joongang Daily
Pandemia de Covid-19 promete ser um problema longo, mesmo para países que controlaram a situação

Países que foram bem sucedidos na contenção do novo coronavírus (Sars-CoV-2) voltam a registrar casos crescentes de Covid-19, revelando como o processo de reabertura pode ser frágil mesmo após o lockdown. A tendência foi registrada na Coreia do Sul, Alemanha e Austrália, regiões bem-sucedidas no combate à pandemia.

Leia mais:

Na Alemanha, o estado da Renânia do Norte impôs um novo regime de lockdown em uma área de atuação frigorífica, onde aproximadamente 360 mil pessoas moram. Mais de 1,5 mil trabalhadores testaram positivo para o vírus em uma indústria de carnes. Bares, restaurantes e academias permanecerão fechados por uma semana até que a população seja testada e os contaminados isolados.

O novo surto foi suficiente para aumentar a taxa de transmissão do novo coronavírus para 2.88. Ou seja, cada pessoa infectada está contaminado outras 2,8 na Alemanha. O objetivo do governo é manter a taxa abaixo de 1. 

Autoridades da saúde da Coreia do Sul, um dos países com melhor controle da pandemia, revelaram à população que a segunda onda de casos já começou. Jung Eun-kyeong, diretor do Centro de Controle de Doenças, afirmou que a primeira onda terminou em abril, e os novos casos caíram para uma média de 10 ao dia. Na primeira quinzena de junho, a Coreia do Sul já registra algo em torno de 60 casos por dia. 

A Austrália registrou apenas 102 mortes e 7,4 mil casos do novo coronavírus, mas um novo surto com 120 novos infectados forçou a adoção de novas restrições. Segundo o professor Brett Sutton, as pessoas não estão seguindo as orientações para o isolamento, higiene e número limitado de visitas em casa.

    Veja Também

      Mostrar mais