Prefeitura do Rio quer colocar moradores em abrigos, mesmo que de forma compulsória, para ajudar a conter disseminação do novo coronavírus
Rovena Rosa/Agência Brasil
Prefeitura do Rio quer colocar moradores em abrigos, mesmo que de forma compulsória, para ajudar a conter disseminação do novo coronavírus

A prefeitura do Rio de Janeiro entrou com uma ação na justiça para obter a permissão para acolher, de forma compulsória, moradores de rua , a fim de diminuir a infecção destes por Covid-19. A medida valeria para os bairros de Copacabana, Centro, Lapa, Glória e Méier.

A medida tem como uma das motivações a chegada do inverno, que ocasiona um aumento da ploriferação de vírus , incluindo a Covid-19. Segundo a Procuradoria-Geral do Município, a estação "coloca em risco a vida das demais pessoas que caminham pelas ruas para os afazeres do dia a dia e, inevitavelmente, são abordadas por moradores de rua".

No documento, a prefeitura do Rio afirma que a medida é "proporcional", isto é, o uso da força só seria aplicado se houvesse resitência por parte dos moradores de rua.

O município argumenta, ainda, que há "acomodações individuais em abrigos da prefeitura equipados com roupas de cama e banho, material de higiene e fornecimento de refeições enquanto durar a pandemia".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários