Com boa trilha sonora e ambiente agradável, local é uma boa novidade do festival; veja imagens do público e do ambiente do evento

Uma das boas novidades da versão 2011 do Rock in Rio é a criação da Rock Street. Inspirado em Nova Orleans, o corredor estreito próximo à entrada do festival, que desemboca na tenda eletrônica, foi transformado na rua de uma cidade cenográfica, com fachadas que imitam os prédios históricos da cidade norte-americana. O ambiente é tão agradável que até serviu de palco para um casamento na tarde deste sábado (24) .

Ali, o jazz e o blues dominam a trilha-sonora, já que as caixas de som espalhadas ao longo da avenida reproduzem as apresentações do coreto central. No início da tarde, era a dupla norte-americana Seeley & Baldori, formada por dois pianistas, Bob Seeley e Bob Baldori.

Como tem acontecido desde o início do festival, o público acompanha os shows atento e com muita empolgação. No caso do duo, além de virtuoses, estavam acompanhados por um sapateador.

Além de repleta de pontos de encontro, a Rock Street ainda se revelou uma opção menos lotada para lanchonetes, inclusive mais variadas que ao redor dos palcos.

Pelo caminho, o espectador ainda ganha brindes de patrocinadores, tira fotos com motos, estátuas vivas de personalidades do rock e até pode dar de cara com uma demonstração de mágica ou uma caricatura grátis. Detalhes que fazem a diferença na maratona que é um festival.

Acesse o especial Rock in Rio

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.