PSB é o partido que mais cresce em eleitores e prefeitos

Partido teve maior crescimento absoluto entre partidos: são 120 prefeitos a mais do que em 2008. PSD, de Gilberto Kassab, é quarta força municipal. PMDB encolhe.

Agência Estado |

Agência Estado

O PSB foi o partido que mais cresceu nestas eleições municipais. A sigla comandada pelo governador Eduardo Campos (Pernambuco) elegeu mais de 120 prefeitos além do que tinha eleito em 2008. Seus novos prefeitos vão comandar o dobro de eleitores do que há quatro anos. É o maior crescimento absoluto e proporcional entre todos os partidos. O PSB ganhou mais no Nordeste e em Minas Gerais.

Alan Sampaio / iG Brasília
O presidente nacional do PSB e governador de Pernambuco, Eduardo Campos: partido sai com 120 prefeitos a mais que em 2008

Além do PSB, só um grande partido elevou seu número de prefeitos eleitos em relação ao que conquistou em 2008: o PT elegeu 67 a mais. Suas novas prefeituras foram conquistadas, principalmente, no Rio Grande do Sul, no Paraná, em Santa Catarina, no Ceará e na Bahia.

Acompanhe a cobertura completa das eleições 2012

Resultado: Nove capitais escolhem os prefeitos no 1º turno; eleições seguem em 17

No Estado de São Paulo, os petistas ficaram na mesma: tinham 60, e agora têm 63 prefeitos, mas podem ganhar a capital.

O PSD também sai maior da eleição. O partido foi criado no ano passado e, portanto, não disputou a eleição de 2008, mas levantamento da Confederação Nacional dos Municípios mostra que o PSD havia cooptado 272 prefeitos neste ano.

Poder Online: PSB já ameaça tomar espaço do PMDB, afirma Geddel Vieira Lima

O partido do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, sai das urnas com 493 prefeitos e torna-se a quarta força municipal, atrás apenas de PMDB, PSDB e PT. O PP é o quinto em prefeitos, e o PSB, o sexto.

Eduardo Campos:  PSB agora “é um partido adulto”

Grande parte dos partidos nanicos ampliou sua base municipal: o PSC ganhou 26 prefeitos; o PRB ganhou 22; o PV, 21; o PRP, 7; o PSL, 8; o PRTB, 5; o PTC, 5; o PHS, 4; o PSDC, 1; o PSOL, 1.

O PMDB ainda tem a maior base municipal, mas encolheu. O partido elegeu quase 200 prefeitos menos do que em 2008. O PMDB perdeu prefeituras na grande maioria dos Estados, mas cresceu em São Paulo, onde passou de 69 para 88 prefeitos eleitos.

Saiba mais: Com vitórias em 1º turno, BH e Recife viram vitrines da oposição para 2014

O PSDB também sai menor das urnas, em comparação ao resultado de 2008. Os tucanos elegeram 691 prefeitos, ante os 787 que haviam eleito quatro anos atrás.

Algumas das maiores perdas foram nos principais Estados que o partido governa: São Paulo (menos 32 prefeituras) e Minas Gerais (menos 13). O PSDB, porém, perdeu mais no Ceará: 46 prefeituras menos do que em 2008.

    Leia tudo sobre: eleições2012psbeduardo camposcampanha

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG