Serra e Haddad aproveitam palco do 1º de Maio na briga pelo voto

Os dois pré-candidatos em SP confirmaram presença nos eventos. Na 6ª, o PSDB realizou congresso de olho no voto dos trabalhadores

iG São Paulo |

A festa do 1º de Maio organizada pela Força Sindical com a Nova Central, a UGT, a CGTB e a CTB volta nesta terça-feira para o seu lugar de origem, o Campo de Bagatelle, e pretende reunir 1 milhão de pessoas. No ano passado, por conta da Fórmula Indy, a festa foi transferida para a avenida Marquês de São Vicente, na zona oeste.

Leia também: Paulinho diz que só começa a pensar em eleições em 1º de maio

AE
Multidão participa da festa da Força Sindical em comemoração ao dia 1º de maio do ano passado

Com o tema Desenvolvimento com menos juros, mais salários e empregos , a festa não terá o clima tenso do evento do ano anterior por conta das negociações do salário mínimo e contará com a presença do governador Geraldo Alckmin (PSDB), do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (PSD) e do senador mineiro Aécio Neves (PSDB). Assim como fez no ano passado, a presidenta Dilma Rousseff mandará o secretário-geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, para representá-la.

Ainda pouco conhecido, o pré-candidato a prefeito de São Paulo, Fernando Haddad , aproveitará o palco das festas do 1º de Maio, tanto das centrais unificadas quanto da CUT (Central Única dos Trabalhadores), para marcar presença e tentar sair dos 3% de intenção de voto, segundo última pesquisa Datafolha . Seu principal rival e líder na disputa, o tucano José Serra , também confirmou presença nas festas também de olho no voto dos sindicalistas.

Numa estratégia para se aproximar dos 'trabalhadores', o PSDB realizou na última sexta-feira o 1º Congresso Nacional do Núcleo Sindical do partido , na capital paulista, com a presença da cúpula tucana: José Serra (pré-candidato em São Paulo), Aécio Neves (senador por Minas), Sérgio Guerra (presidente nacional do partido) e Geraldo Alckmin (governador de São Paulo).

Veja o especial do iG sobre as eleições 2012

Nilton Fukuda/AE
Aécio Neves e José Serra participam do 1º Congresso Nacional do Núcleo Sindical do PSDB, em SP

Eventos das centrais

Com início marcado para as 7h, o 1º de Maio unificado reúne shows gratuitos de artistas para atrair público. Daniel, Paula Fernandes, Luan Santana, Leonardo, Beto Barbosa e Latino são alguns dos nomes confirmados.

De acordo com a organização, o evento, com parceria da rádio Tupi, teve seus gastos estimados em R$ 2,5 milhões. Durante o dia, serão feitos os sorteios de 15 carros e de um caminhão de prêmios, como televisores, notebook, fogão e geladeira.

A CUT já iniciou na segunda-feira sua programação de shows no Vale do Anhangabaú. Na terça-feira, a partir das 9h, será feito um ato inter-religioso e, à tarde, os trabalhadores poderão assistir gratuitamente às apresentações de Elba Ramalho, Renato Borguetti, Paula Fernandes, Turma do Pagode, Belo, Edson e Hudson, Leonardo e Pixote.

A novidade desse ano é uma feira gastronômica, com pratos típicos das cinco regiões do País, com preços que variam entre R$ 3 e R$ 17. Segundo sua assessoria, a estimativa de custo do evento gira em torno dos R$ 2 milhões.

Aliada histórica do PT, a CUT, que realiza os eventos separadamente das outras centrais sindicais, teve sua festa esvaziada em 2011, e para esse ano, a expectativa é reunir 100 mil pessoas nos dois dias.

“Tem artistas populares, mas nós não temos só shows. Nós tivemos um seminário no dia 26 de abril, vamos coletar assinaturas pelo fim do imposto sindical. A ideia é fazer uma conjugação de temas que tenham a ver com a luta dos trabalhadores”, disse o presidente da CUT em São Paulo, Adi dos Santos Lima.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG