Minuto de silêncio lembra desastres de 11 de março no Japão

Tragédia completa 1 ano hoje e japoneses lembram em silêncio as 20 mil vítimas do terremoto e tsunami; acompanhe as homenagens no Japão e no mundo

iG São Paulo |

O Japão parou neste domingo para lembrar com um minuto de silêncio as vítimas do terremoto e devastador tsunami que há um ano arrasaram o nordeste do país. A tragédia de 11 de março de 2011 deixou quase 20 mil mortos e desaparecidos e provocou uma crise nuclear na usina de Fukushima, a pior dos últimos 25 anos .

Veja também: Reveja imagens marcantes da tragédia na TV iG

Reuters
Japoneses fazem um minuto de silêncio neste domingo em homenagens às vítimas

Às 14h46 (horário local, 2h46 de Brasília), milhões de japoneses lembraram em silêncio os mortos na tragédia, enquanto em vários municípios litorâneos da região nordeste, ainda em plena reconstrução, os alarmes voltaram a soar como homenagem um ano depois do desastre.

Em Tóquio, o minuto de silêncio marcou o começo de um memorial do que participam o imperador, Akihito, o primeiro-ministro, Yoshihiko Noda, e os membros de seu Gabinete.

União

Durante o memorial, Akihito pediu aos cidadãos que mantenham seu apoio aos afetados pelo tsunami e que prossigam os "contínuos esforços" para melhorar a situação nas regiões afetadas.

O imperador, de 78 anos e recentemente submetido a uma operação de "by-pass" coronário, advertiu que ainda há "obstáculos no caminho" para os afetados pelo desastre. "Desejo que todo o povo japonês esteja com eles", disse o chefe do Estado, com traje de luto e acompanhado por sua esposa, a imperatriz Michiko, vestida com um quimono preto.

Reconstrução e desafios

Reconstruir as cidades tem sido o maior desafio do governo japonês após a tragédia. A partir deste mês, os cofres públicos começam a liberar a primeira rodada de subsídios para as sete províncias e 59 municípios diretamente afetados. São cerca de R$ 5,3 bilhões que devem ser aplicados na remoção de famílias para áreas mais elevadas e reconstrução de prédios públicos, como escolas, postos de saúde e portos.

Leia também: Veja o Japão antes e depois da reconstrução

Encerrar definitivamente a crise nuclear é outro desafio importante, diante da dificuldade para retirar o combustível nuclear do interior dos reatores antes de desmantelar a usina, o que pode levar quatro décadas.

Veja imagens das homenagens no Japão e no mundo:

Veja alguns dados sobre a tragédia:

- Mortos: 15.854

- Desaparecidos: 3.167

- Desalojados: 334,8 mil

- Escombros retirados: 15,4 milhões de toneladas

- Escombros por retirar: 6,6 milhões de toneladas

- Orçamentos extraordinários para a reconstrução: quatro, no valor de 20,6 trilhões de ienes (R$ 445 bilhões)

- Doações administradas pela Cruz Vermelha e outras ONGs: 345,3 bilhões de ienes (R$ 7,4 bilhões)

- Indenizações estimadas da empresa elétrica Tepco aos afetados pela radioatividade até março: 1,7 trilhão de ienes (R$ 36 bilhões)

- Países que mantêm restrições à importação de alimentos do Japão: 47

- Reatores nucleares paralisados no Japão: 52 de 54

- Empresas em falência devido ao desastre de março: 644


*com EFE

    Leia tudo sobre: japãoterremototsunamitremorfukushima

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG