"Quem imaginaria que uma ação rotineira seria o motivo para três crianças crescerem sem o pai ao seu lado”, disse o cunhado de Nazrin Hassan à mídia

O CEO de uma empresa de tecnologia morreu após seu celular explodir enquanto carregava em tomada perto da cama
Reprodução/Metro.co.uk
O CEO de uma empresa de tecnologia morreu após seu celular explodir enquanto carregava em tomada perto da cama


Nazrin Hassan, diretor da empresa de tecnologia Cradle Fund, morreu na última semana após seu celular explodir enquanto carregava próximo a sua cama. Segundo informações do portal Metro , o caso aconteceu na Malásia, enquanto o homem de 45 anos dormia ao lado de dois telefones celulares.

Leia também: Mãe é acusada de assassinato após esquecer filho de 10 meses dentro do carro

A exata causa da morte ainda não foi confirmada, mas acredita-se que ele tenha sido atingido por estilhaços após o celular explodir e pegar fogo. O acidente teria causado um trauma na parte posterior da cabeça de Hassan, ou, em outra possibilidade, ele teria aspirado fumaça até a morte.

Seu cunhado esclareceu que o homem tinha dois celulares, contudo, até agora não há informações sobre qual dos dois teria explodido. “Quem imaginaria que uma ação rotineira seria o motivo para três crianças crescerem sem o pai ao seu lado”, lamentou ao jornal Malaysian Insight .

“Estamos muito chocados e tristes com esta notícia”, declarou Juliana Jan, chefe do departamento de investimentos da empresa . “Por ter trabalho com ele por tantos anos, sua visão e paixão trouxeram diversas possibilidades não só para a Cradle, mas para todo o ambiente de start-ups”.

“Ele nos tocou e nos inspirou, a família Cradle, junto de muitos outros fundadores de start-ups, investidores e parceiros. Ele era um líder único e visionário, que deixou uma marca inacreditável nesse meio. Nossos pensamentos e orações estão com sua esposa e seus filhos”, Jan finalizou.

Adolescente morre após celular explodir

Após o celular explodir, a HMD Global, responsável pela produção do dispositivo, negou fabricação do aparelho da Nokia
Reprodução/Twitter
Após o celular explodir, a HMD Global, responsável pela produção do dispositivo, negou fabricação do aparelho da Nokia

Casos que envolvem a explosão de celulares não são tão raros assim, e em outro acidente, uma adolescente indiana morreu enquanto utilizava o telefone celular , que estava carregando na tomada. De acordo com informações do  Daily Mail , Uma Oram, de 18 anos, conversava com uma tia quando a bateria do aparelho explodiu próximo à sua orelha. 

A jovem foi levada às pressas para um hospital em Kheriakani, no golfo de Bengala, mas morreu um tempo depois devido a lesões graves no peito, pernas e mão esquerda. Durga Prasad Oram relatou à mídia local que, logo depois da explosão, a irmã caiu inconsciente no chão. O  celular era da marca Nokia, modelo 5233.

"Ela estava falando com nossa tia ao mesmo tempo em que o aparelho carregava. Foi tudo muito rápido, a bateria explodiu de repente. Assim que nos demos conta de que Uma estava inconsciente, corremos com ela para o hospital, onde acabou falecendo”, contou.

Leia também: Homem é preso após arrancar um dos braços da esposa grávida com faca de cozinha

Depois da repercussão do caso da menina que morreu após um  celular explodir , a HMD Global, responsável pela produção dos aparelhos da Nokia, se posicionou sobre o acidente, afirmando que o dispositivo móvel não foi produzido pela marca.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.