Juízes decidem que defensores da Proposição 8, que proíbe a união entre pessoas do mesmo sexo no Estado, não têm direito de apelar contra decisões que derrubaram medida

A Suprema Corte dos EUA abriu caminho nesta quarta-feira (26) para a retomada do casamento gay na Califórnia, ao considerar que os defensores da Proposição 8 (que proíbe a união entre pessoas do mesmo sexo no Estado) não possuíam o direito de apelar contra a derrubada da medida por uma corte de menor instância.

Leia mais: Suprema Corte dos EUA revoga lei que negava benefícios federais a casais gays

Estudantes americanas Sharon Burk (esq.) e Molly Wagner se abraçam do lado de fora da Suprema Corte em Washington
AP
Estudantes americanas Sharon Burk (esq.) e Molly Wagner se abraçam do lado de fora da Suprema Corte em Washington

Cenário: Defensores do casamento gay conquistam vitórias na Suprema Corte dos EUA

A decisão desta quarta do Supremo americano provavelmente permitirá a retomada das uniões entre casais do mesmo sexo na Califórnia, o Estado mais populoso dos EUA, em um mês. Em uma medida separada, a Suprema Corte americana revogou provisões da Lei de Defesa do Casamento (Defense of Marriage Act ou Doma), determinando que casais gays tenham direito aos mesmos benefícios federais - fiscais, de saúde e previdenciários - que casais heterossexuais.

As duas decisões, que tiveram cinco votos a favor e quatro contra, não significam que o casamento gay será permitido nos EUA (a maioria dos Estados ainda o proíbe), mas representam grandes vitórias para os que defendem a adoção dessa medida em um momento em que houve uma ampla mudança nas atitudes públicas em relação à questão, com o presidente Barack Obama defendendo os direitos dos gays.

2012: Obama declara apoio ao casamento gay

Alguns presentes do lado de fora da Corte se abraçaram um pouco após as 10h (11h em Brasília), quando a decisão relativa à Doma foi anunciada. Muitos monitoravam o Twitter, sites de notícias e blogs pelo celular para tomar conhecimento sobre a decisão. Gritos de "Obrigado" e "EUA" foram ouvidos entre os manifestantes.

O casamento gay foi adotado por 12 Estados e pelo distrito de Washington. Outras 36 mil pessoas se casaram na Califórnia durante um breve período quando o casamento gay era legal no Estado.

Com AP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.