Pontífice improvisa diversas vezes durante celebração, conta história de sua infância na Argentina e encoraja fiéis a serem humildes e jovens de coração

O papa Francisco celebrou sua primeira missa do Domingo de Ramos na Praça de São Pedro neste domingo (24). Em meio a milhares de pessoas agitando ramos de oliveiras e folhas de palmeira para o alto, ele encorajou os fiéis a serem humildes e jovens de coração.

Jornada Mundial da Juventude: Papa diz estar 'ansioso' para visitar Rio em julho

Sábado: Papa Francisco se reúne com Bento 16 para almoço em Castel Gandolfo

Papa Francisco celebra missa do Domingo de Ramos na Praça de São Pedro, no Vaticano
AP
Papa Francisco celebra missa do Domingo de Ramos na Praça de São Pedro, no Vaticano

Diplomatas: Papa pede diálogo com Islã e diz que mundo deve fazer mais pelos pobres

A praça ficou lotada com a presença de cerca de 250 mil peregrinos, turistas e romanos, que se reuniram para participar da abertura solene das cerimônias da Semana Santa, que duram até a Páscoa, dia mais importante do calendário eclesiástico.

Mantendo seu estilo simples, o primeiro papa da América Latina improvisou várias vezes durante sua homília, encorajando os fiéis a levarem suas vidas de maneira simples. O Domingo de Ramos relembra a entrada de Jesus Cristo em Jerusalém para posteriormente ser traído por um de seus apóstolos, o que levou à sua sentença de crucificação. 

Calendário: Papa fará grande celebração da Semana Santa em presídio juvenil

Retomando a triunfante entrada em Jerusalém, Francisco disse que Jesus "despertou tantas esperanças nos corações, sobretudo entre os humildes, os simples, os pobres, os esquecidos, aqueles que não importavam aos olhos do mundo". 

O papa então contou uma história de sua infância na Argentina. "Minha avó costumava dizer: 'crianças, mortalhas funerárias não têm bolsos'", disse. 

Agenda: Papa diz a Dilma que visitará Rio e Aparecida

Missa inaugural: Francisco pede proteção aos pobres e ao meio ambiente

Desde sua eleição em 13 de março , o papa Francisco tem centralizado seus discursos nos pobres e oprimidos, mantendo as prioridades da sua ordem, a dos jesuítas . Seu nome - ele é o primeiro papa a adotar o nome de Francisco - é inspirado em São Francisco de Assis, que renunciou a uma vida de luxo para se dedicar aos pobres e a natureza.

Francisco usou as vestimentas vermelhas , que representam o sangue dos mártires e são próprias da celebração do Domingo de Ramos. 

Cardeais, muitos deles que participaram do conclave que elegeu o primeiro papa da América Latina, também participaram da cerimônia.

Alheio à Cúria: Papa Francisco terá de enfrentar burocracia do Vaticano

Ângelus: Descontraído, papa prega perdão na primeira aparição da janela do Vaticano

Em sua homília, o papa Francisco afirmou que a alegria cristã "não nasce da possessão de várias coisas, mas através do encontro com Jesus". Ele acrescentou que essa alegria mantém as pessoas jovens.

Veja celebração do Domingo de Ramos pelo mundo:

"Dos 7 aos 70 anos, o coração não envelhece" se está inspirado pela alegria cristã, disse o pontífice, que tem 76 anos.

O papa afirmou também que estava "ansioso" para dar as boas vindas aos jovens do Rio de Janeiro em julho , durante a Jornada Mundial da Juventude. Até agora, essa é a primeira viagem internacional marcada no calendário do novo papa.

Com AP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.