Origem de aparelho, que aparentemente não carregava explosivos, ainda é incerta

Reuters

A força aérea israelense abateu um avião não tripulado após a aeronave cruzar a fronteira no sul de Israel neste sábado, disseram os militares. Até o momento não se sabe a origem do aparelho, que aparentemente não carregava explosivos.

Imagem divulgada pelo Exército de Israel mostra momento em que avião não tripulado foi abatido
AP
Imagem divulgada pelo Exército de Israel mostra momento em que avião não tripulado foi abatido

O avião foi detectado pela primeira vez sobre o Mar Mediterrâneo na área da Faixa de Gaza, controlada pelo Hamas, a oeste de Israel, disse a porta-voz militar Avital Leibovich.

A aeronave foi mantida sob vigilância e seguida por jatos da Força Aérea Israelense, antes de ser abatida sobre uma floresta, em uma área despovoada, perto da fronteira com territórios ocupados da Cisjordânia.

Leibovich disse que o avião foi abatido depois de sobrevoar a região sul do deserto de Negev por cerca de 55 km. 

Leia também: EUA defendem uso de avião não tripulado após morte de nº 2 da Al-Qaeda

O ministro da Defesa, Ehud Barak, elogiou a interceptação, a qual caracterizou como "incisiva e eficaz". "Nós vemos com bastante severidade a tentativa de comprometer o espaço aéreo israelense e iremos considerar a nossa resposta no devido tempo", disse Barak em um comunicado.

Soldados, com ajuda de helicópteros, inspecionavam a área em busca dos destroços do avião que, segundo fontes de segurança, provavelmente não veio da Faixa de Gaza. A rádio do Exército israelense disse que o aparelho não carregava explosivos.

Em pelo menos uma ocasião, o Hezbollah, grupo do Líbano apoiado pelo Irã, lançou um avião deste tipo em direção a Israel. Em 2010, uma aeronave israelense abateu um balão aparentemente não tripulado no Negev, numa área próxima ao reator nuclear israelense Dioma.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.