Em SP só metade dos pais diz que escola particular é “influência positiva”

Por Cinthia Rodrigues , iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Em outras capitais cerca de 90% dos familiares responderam sim a item da pesquisa feita apenas na rede particular

Pesquisa feita apenas com escolas particulares mostra que a percepção de pais em São Paulo é diferente da que têm os de Rio de Janeiro, Salvador, Recife e Belo Horizonte. Na consulta, 10.028 pais responderam questionários que incluíam concordar ou não com a afirmação “a escola exerce influência positiva na vida do meu filho”. Enquanto nas demais capitais, o “sim” foi escolhido por cerca de 90% dos familiares, em São Paulo apenas 57% foram afirmativos.

NYT
Pesquisa também ouviu alunos que dizem ter apoio dos pais pela educação escolar


Os pais que mais concordaram foram os de Salvador, com 92%, seguidos do Recife, com 91%, depois Belo Horizonte (87%) e Rio de Janeiro (86%). Além de responder "não" era possível deixar a questão em branco, opção que foi escolhida por 41% dos pais em São Paulo. “Não havia alternativa mais ou menos ou não sei. Queríamos mesmo que a pessoa escolhesse sim ou não, mas em São Paulo, os pais parecem menos à vontade em afirmar uma das duas hipóteses”, explica Juliana Miranda, gerente da avaliação docente da Avalia, assessoria educacional e institudo de pesquisas do grupo Moderna.

Em uma outra afirmação, “sinto que meu filho fica em segurança na escola”, novamente os pais de São Paulo foram os que menos concordaram, repetindo os indices de 57% com “sim”, 2% com “não” e 41% em branco. Novamente as outras capitais tiveram cerca de 90% de “sim”.

A pesquisadora afirma que não se trata de ter deixado o questionário em branco. “Consideramos apenas famílias que responderam à pesquisa, foram apenas estes itens que foram deixados sem resposta.”

Leia também: Ranking do Enem por escola

A rede particular paulista tem, de forma geral, os melhores indicadores do País em avaliações padronizadas. Também é a mais extensa motivo pelo qual, das 54 escolas pesquisadas, 28 ficam em São Paulo.

Alunos e professores

A pesquisa também ouviu os estudantes e educadores. Entre os alunos, houve respostas que demonstram acompanhamento dos pais em relação aos estudos, à lição de casa e frequência escolar. Em todas as cidades, neste caso, o público da rede particular disse que a família apoia os estudos.

Aos professores, entre as perguntas, foi questionado se lecionava em disciplina da área de formação. No Recife, 8% disseram que não. Em Salvador, 6%; em São Paulo, 5%; no Rio de Janeiro, 3%; e, em Belo Horizonte, 2%. Também no Recife apareceu o pior dado sobre professores que atuam ao mesmo tempo em várias escolas. Na capital de Pernambuco, 41% disseram atuar em mais de duas escolas, enquanto a média no Brasil foi de 15% para este item.


Leia tudo sobre: escola particularpais de alunos

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas