Vestido como personagem, Sacha Baron Cohen exibe ingressos para o Oscar

Hoje Oscar, amanhã Obama", afirma o comediante, que irá à cerimônia caracterizado como no filme "O Ditador

iG São Paulo |

Inicialmente proibido de divulgar seu novo filme , "O Ditador", no tapete vermelho do Oscar 2012 , Sacha Baron Cohen conseguiu: a Academia de Hollywood voltou atrás e permitiu que o comediante britânico comparecesse à cerimônia vestido como o personagem. Em uma foto divulgada hoje, Cohen, no papel do general tirano de um país fictício, segura os ingressos para a cerimônia de premiação.

A informação foi confirmada pelos agentes do ator e por Brian Grazer, produtor da 84ª edição do Oscar.

Siga o iG Cultura no Twitter

"A vitória é nossa! Hoje, a poderosa nação de Wadiya triunfou sobre as serpentes zionistas de Hollywood", diz uma nota assinada pelo General Aladeen, o nome do tal ditador. "O que estou tentando dizer é que a Academia se rendeu e me enviou dois ingressos e um passe de estacionamento! Hoje Oscar, amanhã Obama", conclui o texto.

Divulgação
Sacha Baron Cohen, com barba negra e pistola dourada, exibe os ingressos para o Oscar 2012
Tanta comemoração é fruto da informação de que Baron Cohen, no elenco de "A Invenção de Hugo Cabret" , campeão de indicações ao Oscar, teria sido banido da festa por conta do medo da Academia de que ele fizesse alguma escândalo como o do MTV Movie Awards de 2009, quando esfregou as nádegas no rosto do rapper Eminem, parte da divulgação do filme "Brüno" .

INFOGRÁFICO: CONHEÇA OS INDICADOS AO OSCAR 2012 E FAÇA SUAS APOSTAS

A entidade teria se limitado a adverti-lo de que qualquer ato promocional na cerimônia estava vetado, mas, provavelmente em busca de maior audiência, mudou de ideia e deu carta branca ao ator.

Leia também: Academia proíbe Sacha Baron Cohen de promover filme no Oscar

Ontem, Baron Cohen apareceu em um vídeo no programa "Today Show" caracterizado como o personagem, afirmando que a Academia "sofreria consequências inimagináveis" se não lhe desse os ingressos para o Oscar.

Com estreia no Brasil prevista para maio, "O Ditador" conta a história de um general "que arrisca a vida para garantir que a democracia nunca volte para um povo que oprime com tanto amor". Assim como "Borat" e "Brüno", filmes anteriores protagonizados pelo comediante, "O Ditador" vai misturar atores e reações de pessoas reais na visita do general Aladeen a Nova York.

null

    Leia tudo sobre: oscaro ditadorsacha baron cohen

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG