Grupo organiza 'churrascão de gente diferenciada' na Cracolândia

Para coletivo, ação na região não respeita os direitos humanos; ao menos 761 pessoas confirmaram presença no evento pelo facebook

iG São Paulo |

O coletivo DAR (Desentorpecendo a Razão) organiza um “churrascão de gente diferenciada” na Cracolândia, no sábado, a partir das 16h.

O churrascão vai ser feito na esquina da rua Helvétia com a rua Dino Bueno, no centro de São Paulo. Ao menos 761 pessoas já confirmaram presença no evento contrário à ação da Polícia Militar para coibir o crack na região .

Reprodução
Página no facebook com o evento "churrascão de gente diferenciada" na Cracolândia

Em maio: "Churrasco de gente diferenciada" reúne centenas de pessoas em SP

De acordo com o coletivo, “sem oferecer alternativas decentes aos dependentes e sem respeitar os direitos humanos deles e dos outros usuários, trabalhadores e frequentadores da região da Luz, o governo paulista vem ocupando militarmente, desde o dia 3 de janeiro, a zona conhecida como Cracolândia”.

O coletivo ainda diz ainda que “há preconceito, segregação, violência, intolerância, tortura, abuso de autoridade e mesmo suspeitas de assassinato passaram a ser ainda mais constantes nos dias e principalmente nas madrugadas do bairro.”

Promotoria considera 'desastrosa' ação na Cracolândia e abre inquérito

O último levantamento da Polícia Militar registrou que cerca de três mil pessoas já foram abordadas desde o início da operação. De acordo com o balanço, 49 pessoas foram detidas. Entre elas, 26 eram condenados foragidos. Entre as 788 abordagens de agentes da saúde, 33 foram encaminhadas para serviços de saúde e outras 28 foram internadas. Apenas 0,447kg de crack foi apreendido na operação até o momento. Cerca de 62 toneladas de lixo foram retiradas das ruas.

Higienópolis

Em maio, cerca de 600 pessoas protestaram em frente ao shopping do bairro de Higienópolis, em São Paulo, com um "churrascão" . Com ironia, eles criticaram a oposição de um grupo de moradores à construção de uma estação de metrô na avenida Angélica, que corta a região, umas das mais valorizadas da capital paulista, e protestaram contra o governo de São Paulo, que anunciou a mudança do local da estação alegando motivos técnicos (ficaria próxima demais de uma estação e longe demais de outra, da mesma linha).

AE
PM prende suposto traficante na Praça Julio Prestes, no centro de São Paulo, nesta quarta-feira

    Leia tudo sobre: cracolândiachurrascão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG