Greve-relâmpago de motoristas de ônibus afeta trânsito na zona sul de SP

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Avenidas importantes da região, como Guarapiranga, M' Boi Mirim e Atlântica, foram interditadas

Os moradores dos bairros da zona sul da cidade de São Paulo enfrentaram dificuldade nesta segunda-feira (12) para tentar chegar ao trabalho devido à greve de advertência de motoristas e cobradores da empresa de ônibus VIP. A paralisação, iniciada às 4h, terminou por volta das 8h30 e, durante o período, foram bloqueadas várias vias na região, entre elas, a avenida Guarapiranga.

Marcos Bezerra/Futura Press
Greve de motoristas e cobradores na zona sul

O ato ocorreu em protesto contra o pagamento de horas em valor abaixo do verdadeiro e também para manifestar a insatisfação de motoristas que sofrem descontos nos salários em casos de acidente mesmo quando não há culpa do condutor, segundo Pedro Moreira Alcântara Júnior – diretor do Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores Rodoviários Urbanos de São Paulo. Ele informou que a situação envolve cerca de 2 mil trabalhadores. 

A greve afetou a operação de 19 linhas que atende à população com uma frota de 224 ônibus. Foi acionado o Plano de Atendimento entre Empresas de Transporte em Situação de Emergência (Paese) em sete linhas com a oferta de 86 veículos.

De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), por volta das 9h, ainda havia bloqueio no cruzamento da avenida Guarapiranga com a rua José Rafaeli. Neste horário, a zona sul tinha 40 quilômetros (km) de congestionamento. Na região do centro expandido, a lentidão atingia 112 km.

* Com informações da Agência Brasil

Leia tudo sobre: IGSPgreveônibuszona sul

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas