Repórter é detido em delegacia do Rio, durante apuração

Alegando desacato, policiais prenderam jornalista de O Estado de S.Paulo, por ter protestado contra ordem de a imprensa deixar unidade

iG Rio de Janeiro |

O jornalista Felipe Werneck, da sucursal do Rio do jornal O Estado de S.Paulo , foi detido por policiais da Delegacia de Especial de Atendimento ao Turista (Deat), no Leblon, no início da tarde deste domingo.

O repórter estava junto com outros integrantes da imprensa, apurando informações sobre o assalto a um albergue em Copacabana, quando o grupo recebeu a ordem de deixar a parte interna da delegacia.

De acordo com outros jornalistas que estavam no local, Werneck teria protestado contra a medida, alegando se tratar de um local público. Em seguida, foi detido por agentes – não havia delegado presente no plantão –, sob a alegação de desacato à autoridade.

Antes de ser preso, Felipe Werneck tinha relatado a colegas estar com dificuldades para trabalhar na delegacia, por conta da ação de policiais, mas não explicou quais seriam esses problemas. Ele é repórter do Estado há 12 anos.

O coordenador do plantão da sucursal do Rio, Fernando Dantas, foi à delegacia para tentar resolver a situação. O repórter deve prestar depoimento sobre o caso.

O iG ligou para a Deat, para ouvir o responsável pela delegacia sobre a detenção do jornalista, mas a atendente disse que o delegado estava ocupado, ao telefone, e se limitou a repetir “sem informações”, “sem informações”.

    Leia tudo sobre: Estado de S.PaulorepórterjornalistapresodetidoDeat

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG