“Quem crê em Deus tem esperança”, diz parente de desaparecido

Garçom procura irmão que trabalhava no prédio que desabou e não voltou para casa ontem depois do expediente

Luisa Girão, iG Rio de Janeiro |

Bia Merched
Desabamento no Rio

O garçom Ediberto Tavares, de 36 anos, está procurando notícias sobre seu irmão, Amaro Tavares, 42 anos. Ele era analista de sistemas e trabalhava no 4ºandar do Edifício Liberdade, que veio abaixo nesta quarta-feira no centro do Rio.

“Ele geralmente trabalhava à tarde e só saía à noite. Ontem não voltou para casa e o celular está desligado”, diz.

Edilberto ainda acredita que pode encontrar o irmão com vida. “Quem crê em Deus sempre tem esperança. Enquanto não identificarem o corpo ainda teremos esperança”, disse.

    Leia tudo sobre: desabamentoprédiodesabamento de prédio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG