Passageiros se trancam em banheiro de avião e provocam alerta em NY

Avião teve de ser escoltado por caças até aterrissar nos Estados Unidos perante "condutas suspeitas" de duas pessoas embriagadas

EFE |

Um avião da companhia American Airlines teve que ser escoltado neste domingo por dois caças das Forças Armadas dos Estados Unidos até sua aterrissagem no aeroporto internacional John F. Kennedy de Nova York, depois que se detectasse um comportamento suspeito entre passageiros.

O avião tinha decolado do aeroporto de Los Angeles às 12h (horário de Brasília) e, durante o voo, pelo menos duas pessoas se trancaram em um dos banheiros e se negaram a sair apesar do pedido da tripulação, segundo explicou o canal "NBC". A emissora detalhou, ainda, que os passageiros estavam "embriagados".

Uma porta-voz do FBI (polícia federal americana) em Nova York afirmou que vários de seus agentes foram transferidos ao aeroporto JFK para avaliar o ocorrido no voo 34 da American Airlines, que aterrissou sem maiores incidentes procedente de Los Angeles.

A Administração para a Segurança no Transporte (TSA, da sigla em inglês) dos Estados Unidos explicou em comunicado que tinha recebido informação sobre o "comportamento suspeito" de um grupo de passageiros nesse voo.

"Em uma medida de extrema precaução, o Comando de Defesa Aeroespacial da América do Norte enviou dois caças F-16 para escoltar o avião até que aterrissou de forma segura no aeroporto JFK em torno das 17h10 (horário de Brasília)", ressaltou a agência federal que regula o transporte aéreo nos EUA.

A "NBC" lembrou que, segundo fontes militares, vários caças sobrevoavam neste domingo os céus de Nova York e Washington como medida rotineira durante os 10 anos do 11 de Setembro.

    Leia tudo sobre: 11 de Setembro11/09aviãocaçasNova YorkEUA

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG