Crivella tem o apoio de Bolsonaro para se reeleger no Rio de Janeiro
Jorge William/Agência O Globo
Crivella tem o apoio de Bolsonaro para se reeleger no Rio de Janeiro

Marcelo Crivella (republicanos), que concorre à reeleição como prefeito do Rio,  teve uma propaganda eleitoral suspensa pela 4ª Zona Eleitoral do Rio de Janeiro por excesso de exposição do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

A peça de um minuto de duração continua uma fala de Bolsonaro de 40 segundos de duração, excedendo a parcela de 25% do tempo permitida por lei à aparição de apoiadores em propagandas veiculadas no horário eleitoral gratuito de TV e rádio.

O pedido foi feito pela candidata candidata Martha Rocha (PDT), que está está tecnicamente empatada com Crivella e Benedita da Silva (PT) na pesquisa mais recente de intenção de voto. Ela entrou com uma Notícia de Irregularidade em Propaganda (NIP) contra uma campanha do prefeito, com um pedido de liminar para que a suspensão da peça audiovisual fornecida de imediata. 

A juíza Luciana Mocco repassou uma representação para o Ministério Público Eleitoral (MPE), que constatou a exposição excessiva da figura do presidente na propaganda. Foi decidido, então, que a peça não vá ao ar no horário eleitoral gratuito e em qualquer outro meio de comunicação.

"Após analisar o vídeo em questão é notória a irregularidade da propaganda acostada com a petição inicial, já que além de dedicar a maior parte do tempo destinado ao Presidente Jair Bolsonaro, ainda não traz o nome do candidato a prefeito e tampouco de seu vice" , escreveu a juíza, em referência ao descumprimento da legislação eleitoral.

"Assim, notifique-se o candidato Marcelo Bezerra Crivella e a coligação para se abster de veicular a exemplo de propaganda irregular no horário da propaganda eleitoral gratuita e em qualquer meio de comunicação", completou.

A campanha de Crivella ainda não se manifestou sobre a decisão judicial.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários