Caso de nazismo na Universidade Mackenzie em SP
Reprodução: redes sociais - 05/08/2022
Caso de nazismo na Universidade Mackenzie em SP

A Polícia Civil de São Paulo investiga uma ameaça nazista no Colégio Presbiteriano Mackenzie Tamboré, em Alphaville. A ameaça aconteceu por meio de pichações na porta de um dos banheiros do campus. 

Ao iG , a assessoria de imprensa do Instituto Presbiteriano Mackenzie disse que o caso agora está com a polícia e declarou indignação ao acontecimento. Eles ainda enviaram uma nota dizendo que a segurança interna está reforçada.

Leia a nota na íntegra

"O Instituto Presbiteriano Mackenzie recebeu, com profunda indignação e surpresa, ameaças com pichação na porta de um dos banheiros no Colégio Presbiteriano Mackenzie Tamboré, em Alphaville.   

Temos uma história com mais de 150 anos, pautada pelo respeito e por serviços prestados à sociedade brasileira, especialmente com a formação de milhares de profissionais.  

Por isso, não aceitamos esse tipo de violência. Reforçamos a segurança interna e já acionamos a polícia para investigar os autores".

O Mackenzie ainda afirmou ao IG que o responsável pela ameaça ainda não foi identificado e aguarda novas informações da Polícia Civil. As aulas no campus de Alphaville foram suspensas nesta sexta-feira.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

** Leticia Martins é estudante de jornalismo na Faculdade Cásper Líbero. É estagiária de Último Segundo, com foco em Hard News. Tem experiência em assessoria de imprensa, é fascinada em política e causas sociais. Certificada em missões urbanas, trabalha como voluntária em ONG´s que auxiliam refugiados no Brasil.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários